urso

Tudo o que você precisa saber sobre meningite

Dia 24 de abril é o dia mundial da meningite e temos vacina para nos proteger contra essa infecção!

Você sabe como as vacinas funcionam?

As vacinas podem conter microrganismos atenuados, inativados ou apenas pequenas partes deles. Isso simula uma infecção e gera imunidade contra aquele microrganismo.

As vacinas atenuadas têm grande capacidade de proteção e conferem imunidade por muito tempo e, por isso, geralmente precisam de menos doses. Porém, pode ter mais risco de eventos adversos. Um exemplo é a vacina de febre amarela.

Muitas vacinas inativadas também podem promover proteção de longo prazo.

Algumas vacinas são combinadas, ou seja, uma vacina que protege contra mais de uma doença, como por exemplo, a DTP (difteria, tétano e coqueluche).

É importante vacinar contra a meningite?

A bactéria Neisseria meningitidis (meningococo) pode causar meningite, bacteremia e meningoccemia. Existe mais um sorotipo que pode causar doença.

Quais as vacinas disponíveis e quando devo administrar cada uma?

De acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI), que disponibiliza todas as vacinas no SUS, a recomendação é receber:

  • Vacina meningite C aos 3 meses, 5 meses e 12 meses. 
  • Vacina meningite ACWY: 1 dose para os adolescentes de 11 e 12 anos.

A Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) preconiza algumas vacinas que são encontradas na rede privada: 

  • Vacina meningite B aos 3 meses, 5 meses e 12 meses.
  • Vacina de meningite ACWY aos 3 meses, 5 meses, 12 meses, 5 anos e 11 anos.

 

 

Referências:

  • Ministério da Saúde. Manual do CRIE, 2019
  • PNI 2020: Programa Nacional de Imunização 
  • Calendário de vacinação da criança (2020/2021) – SBIm: Sociedade Brasileira de Imunização 
  • Calendário de vacinação da SBP 2020: Sociedade Brasileira de Pediatria
Comentários do Facebook
× Agende sua consulta!