urso

Desenvolvimento do bebê – 6 meses

Seu bebê completa agora meio ano de vida! Isso mesmo, vocês enfrentaram muitos desafios até aqui, mas também tiveram grandes conquistas.

Esse é o mês que se inicia a introdução alimentar ou IA, como é conhecida pela maioria das mamães. Assim como os outros meses, este também está recheado de novidades e marcos importantes.

Vem comigo descobrir!

Como já falamos anteriormente, é nesse mês que a introdução alimentar deve se iniciar, conforme recomendação da OMS, MS e a SBP. Para que ocorra de forma segura alguns sinais de prontidão devem ser observados. 

Como por exemplo:

  • O bebê deve sentar-se sozinho ou com pouco apoio.
  • Deve apresentar sinais de mastigação, que nada mais é que fazer o movimento com a boquinha como se estivesse mastigando algo.
  • Demonstrar interesse pela comida, querer pegá-la. 
  • Ser capaz de levar objetos até a boca.
  • O reflexo de protrusão da língua, que é colocá-la para fora, deve ter diminuído.

Outro ponto importante, referente a introdução alimentar, que você precisa saber mamãe é que o objetivo principal da IA não é o bebê comer, isso será uma consequência! Vamos entender melhor?

Até aqui a única forma de se alimentar que seu bebê conhece é o seio ou a mamadeira, agora você irá apresentá-lo outros alimentos. Ele vai descobrir novos sabores e texturas, esse é o objetivo inicial, conhecer e explorar uma nova forma de se nutrir!

Ele irá aprender aos poucos que as frutas, legumes, cereais e proteínas também saciam a fome. Por isso é extremamente importante ter paciência e persistência! Isso mesmo.

A forma como você vai conduzir a introdução alimentar, vai ditar os próximos passos do seu bebê referente a alimentação. Por esse motivo é importante olhar com carinho e consciência para ela, afinal somos aquilo que comemos, não é?

Mas não é só isso, como te falei esse mês está recheado de novidades! Seu bebê interage cada vez mais, já consegue reconhecer as pessoas mais próximas, como os familiares e os que mais estão presentes no seu dia a dia. Ao olhar para o rosto, sabe se é uma pessoa conhecida ou um estranho.

Ele ama brincar, principalmente com os pais ou cuidadores e responde com alegria as brincadeiras. Gosta de se vê no espelho, balança os bracinhos e dá gritinhos. Porém ainda não se reconhece. 

A comunicação evolui a cada mês, agora responde aos sons emitindo outro som e começa a juntar algumas vogais ao balbuciar (ah, eh, oh) e consoantes com M e B. Também emite sons para se expressar se está feliz, triste ou chateado. Cada dia demonstra mais sua personalidade.

Responde quando chamado pelo nome, pois já reconhece! Demonstra curiosidade sobre as coisas e tenta pegar objetos e brinquedos que estão mais longe. Ao pegá-los consegue trocar de mãos, mostrando que sua coordenação motora está cada vez melhor.

Mas não é só isso! Rola em ambas as direções, quando está de barriga para cima consegue rolar para baixo e vice-versa. Também começa a sentar-se sozinho ou com o mínimo de apoio possível e já consegue ficar na posição de quatro apoios, mas calma mamãe ainda é cedo para engatinhar.

Que tal estimular ainda mais o desenvolvimento do seu bebê?

  • Seu bebê aprende brincando e observando, então continue interagindo.
  • Faça brincadeiras no chão, é importante para o seu desenvolvimento motor.
  • Leias livros para ele, com imagens coloridas. Quando ele “ler” parabenize-o.
  • Nomeie pessoas e objetos, “Papai”, “bola”, “mamãe”.
  • Quando notar que ele olhou para algo, aponte e nomeie.
  • Se ele deixar o brinquedo cair no chão, pegue e devolva. 
  • Aprenda a compreender as emoções do seu bebê (feliz, triste, nervoso) e ensine-o a se acalmar.
  • Estimule ficar sentadinho, pode ser no seu colo ou apoiado em travesseiros. Espalhe brinquedos ao seu redor, assim a atividade ficará mais prazerosa.
  • Você pode fazer o mesmo com ele deitado, assim irá estimular a rolar.

Quando devo ligar o sinal de alerta?

  • Se o corpo é muito mole, como de uma boneca.
  • Se o corpo é muito duro, com os músculos contraídos.
  • Não demostra afeto com as pessoas mais próximas (pais e cuidadores)
  • Não rir ou emite sons agudos.
  • Não emite sons de vogais (“ah”, “eh”, “oh”)
  • Não tenta pegar brinquedos e objetos que estão ao seu alcance.
  • Não rola em nenhuma direção.
  • Não responde a sons ao seu redor.
  • Apresenta dificuldades em levar objetos até a boca.

 

Mamãe é muito importante comunicar ao pediatra, caso note algum sinal de atraso no desenvolvimento do seu bebê. É certo que cada criança possui seu tempo, umas irão atingir os marcos dentro do esperado e outra um pouco depois. Porém os marcos de desenvolvimento não devem ser ignorados.

Em caso de bebê prematuro é importante levar em consideração a idade corrigida.

Estamos amando tê-la aqui! Nos encontramos logo mais, com mais novidades sobre seu bebê.

Até a próxima, grande abraço!

Comentários do Facebook
× Agende sua consulta!