fbpx

urso

Suspeita de COVID-19: Precisa desmamar?

🤱Amamentar nem sempre é uma tarefa fácil e livre de preocupações. Diante do atual cenário de pandemia da COVID-19, soma-se ainda o medo da contaminação e infecção.

💡A boa notícia é que, diante das evidências atuais, o leite materno não parece ser uma fonte de infecção! Então, vamos entender melhor as recomendações em cada situação?

❣As pessoas que não têm suspeita de infecção e não tiveram contato com casos suspeitos não necessitam de cuidados adicionais ao amamentar.

❗Caso a mãe que amamenta tenha suspeita ou confirmação da doença e a criança não:

🔸A pessoa que amamenta com suspeita ou confirmação de COVID-19 deve seguir as recomendações de isolamento domiciliar. Por se tratar de contato próximo, a criança também deve ficar em quarentena pelo mesmo período recomendado para a mãe, além de 14 dias após.

🔸A mãe deve lavar as mãos com água e sabão ou passar álcool em gel sempre antes de pegar o filho ou extrair o leite.

🔸Deve também usar máscaras quando estiver perto da criança (menos de 180 cm) ou para extrair o leite.

❗Caso a criança tenha suspeita ou confirmação da doença e a mãe não:

🔸A criança com suspeita ou confirmação de COVID-19 deve seguir as recomendações de isolamento domiciliar. Por se tratar de contato próximo, a mãe também deve ficar em quarentena pelo mesmo período recomendado para a criança, além de 14 dias após.

🔸A criança menor de 2 anos não deve usar máscaras pelo risco de sufocamento.

🔸A mãe deve usar máscara durante o contato com a criança e higienizar frequentemente a mão.

❗Caso os dois (pessoa que amamenta e a criança) tenham suspeita ou confirmação de COVID-19, ambos devem seguir as recomendações de isolamento domiciliar. Não há necessidade de recomendações adicionais.

❗Caso a mãe ou a criança tenha contato próximo com um caso suspeito ou confirmado, e não tenha sintomas ou teste positivo, deve ficar de quarentena por 14 dias após o último contato. A pessoa que não teve o contato não necessita de isolamento e ambos devem ser monitorados quanto ao aparecimento de sinais e sintomas.

🍶É improvável que o leite humano pasteurizado seja uma fonte de infecção, já que o processo inativa o vírus. Precisamos apoiar a doação de leite mesmo durante a pandemia. Muitos bebês, principalmente prematuros, vão se beneficiar desse alimento perfeito!

😥A falta de apoio nesse momento tão importante da lactação é uma barreira que precisa cair para que haja sucesso na amamentação.

Esse é um momento diferente de todos que já vivemos e o foco deve estar voltado à prevenção! Já fiz vários posts e vídeos com dicas e recomendações para prevenir o coronavírus. Separei os links abaixo para te ajudar na busca:

E tem post no instagram também: 

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW

Para seguir o blog e receber as novidades por e-mail, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Fonte:
https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/hcp/care-for-breastfeeding-women.html

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)