fbpx

urso

Como estimular a linguagem dos bebês

Os primeiros anos de vida de uma criança são marcados por descobertas e são fundamentais para o desenvolvimento de habilidades cognitivas, da fala e da linguagem.

Aprender a falar é um processo que começa logo no nascimento, quando o bebê experimenta como sua própria voz soa.

Não importa qual seja a língua materna: antes de falar, o bebê irá balbuciar, gritar e fazer uma série de gestos e sons engraçados! (aí começa a ansiedade dos pais! (rsrs)

Depois, as primeiras palavrinhas surgem geralmente, por volta dos 12 meses, mas são poucas e bastante simples, como “mamã” e “papa”.

Por volta dos dois anos, a maioria das crianças já tem um vocabulário relativamente amplo para formar algumas frases e se expressar com mais precisão.

Os dois primeiros anos de vida, portanto, são cruciais para o desenvolvimento da linguagem, mesmo quando o bebê ainda não fala. E durante esse processo, é possível estimulá-lo, para que ele adquira essa capacidade de uma forma mais efetiva e mais rápida, você sabia?

Logo após o nascimento, ou ainda no útero, você já pode conversar com o bebezinho, cantar musiquinhas e contar histórias.

Com o bebê em casa, crie um ambiente doméstico que favoreça e catalise o desenvolvimento da linguagem.

Com o auxílio de jogos, simples interações e uma presença efetiva em experiências diárias, é possível ajudar os pequenos a adquirir uma linguagem rica e natural. Confira algumas práticas simples para estimular a fala das crianças:

Encoraje-o!

No início do processo de fala, o bebê dá alguns sinais para expressar seus desejos que incluem: estender os braços para cima para sinalizar que deseja colo, entregar um brinquedo para convidar um adulto a brincar ou empurrar o prato para demonstrar que está satisfeito. Diante dessas atitudes, sorria, faça contato visual e responda para encorajá-lo a, aos pouquinhos, expressar-se pela fala.

Além disso, parabenize-o por suas tentativas de fala. Os pequenos aprendem e são encorajados a falar quando os pais endossam seu comportamento.

Ouça e responda!

O pequeno tem a tendência a copiar os sons que os pais estão fazendo, variando o tom e entonação para se adequar à linguagem falada a sua volta. Por isso, quando o bebê balbuciar, responda balbuciando ou usando palavras. Tire um tempinho para “conversar” com ele todos os dias.

Elabore frases!

Para que a criança desenvolva a linguagem, use frases mais elaboradas quando estiver conversando com ele. Não precisa ser nada complicado. Por exemplo, quando ele apontar para um alimento, diga: “Você quer comer? É gostoso, não é mesmo?”. Não diga, simplesmente “quer?”

Narre as atividades!

Vá narrando o que você estão fazendo. Isso inclui os momentos de brincadeira, alimentação, banho, vestir… “agora vou colocar a calça em você”, “agora nós vamos lavar o pezinho”, “vamos comer um pouquinho de macarrão, no pratinho azul”…. e assim por diante.

Tente compreendê-lo!

É normal ficar impaciente e ansioso esperando as primeiras do bebezinho e tentando entender o que ele diz, mas tenha paciência e estabeleça um diálogo até compreender o que ele está tentando expressar.

Brinque bastante!

Brincar é uma ótima forma de ajudar o desenvolvimento da linguagem. Durante a brincadeira, converse com o pequeno, crie historinhas, personagens, use objetos e brinquedos, inclusive aqueles com som, que podem ser muito benéficos nessa fase.

Leia para o bebê!

O hábito de ler em voz alta é muito utilizado por adultos que estão aprendendo a falar uma nova língua, você sabia? Para os bebês, vale a mesma regra, mas é você quem irá ler para ele. Portanto, reserve um tempinho para a leitura sempre que possível e faça disso um hábito.

Nomeie os objetos!

Para ajudar o bebê a construir seu vocabulário, nomeie os objetos que está usando, como “copo”, “prato”, “escova de dente” e “roupa”. Além disso, dê o objeto ao bebê e pergunte qual o nome daquilo.

Escute música!

Ouvir e cantar musiquinhas é uma atividade prazerosa, divertida e que pode estimular a linguagem do bebê. Cante, principalmente musiquinhas infantis e, além disso, coloque outras canções que ele gosta para tocar e estimule-o a aprender a letra, mesmo que no início apenas imite a entonação das palavras.

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada, acesse:

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW

Para seguir o blog e receber as novidades por e-mail, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

FONTES: https://www.asha.org/public/speech/development/Activities-to-Encourage-Speech-and-Language-Developme

https://www.webmd.com/parenting/baby-talk-your-babys-first-words#3

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)