fbpx

urso

Comia bem e agora não quer mais comer. É birra?

Comia tão bem, de tudo, e agora não quer comer nada! O que aconteceu?

Cerca de 30% de todas as crianças com desenvolvimento normal podem apresentar algum tipo de dificuldade para se alimentar.

Isso faz com que essa seja uma queixa muito frequente entre os pais. Esse é o caso por aí?

Nem sempre a rejeição de um alimento deve ser motivo de preocupação. Sei que falar é muito fácil, mas na prática a preocupação vem naturalmente, principalmente somada à pressão exercida pelos meios de comunicação, sociedade e profissionais de saúde para a importância de uma “alimentação saudável” e regrada, mas vamos descomplicar e facilitar!

A introdução alimentar em si nem sempre é fácil para todos os bebês. Muita novidade, muitos sabores e texturas ao mesmo tempo podem deixar seu filho desconfortável e receoso, mas, com paciência e perseverança, logo ele levará os alimentos até a boca para provar e descobrir quais são seus favoritos. Isso porque comer é um ato sensorial!

Sim, comer apenas é instintivo na primeira semana de vida, depois disso, torna-se um comportamento aprendido e repetido nas demais vezes. Por isso é preciso olhar para o ato de comer como algo complexo, e que envolve inúmeras experiências novas para a criança.

Mas Dra, ele já comia bem… De repente passou a apresentar dificuldades!

E se eu te disser que essa atitude pode ser reflexo de um salto de desenvolvimento ou pico de crescimento? Quando o bebezinho desenvolve, de repente, uma nova habilidade, é preciso de certo tempo até que ele se acostume com a novidade. Seu sistema cognitivo ainda não é bem desenvolvido, portanto novos aprendizados podem parecer assustadores nessa fase (principalmente porque ele não entende o que está acontecendo consigo mesmo, houve uma mudança física e neurológica repentina sem tempo hábil para se adaptar).

Durante esse período de intenso aprendizado, é completamente normal que a criança apresente alterações de sono e apetite, ou seja, passe a comer menos de uma hora para outra!

E essas “crises” alimentares normalmente acontecem em períodos semelhantes para os bebês, como por exemplo próximo aos 2 anos(época conhecida como adolescência do bebê). Muitas mudanças estão acontecendo nessa fase, a criança está se descobrindo como indivíduo e começa a tomar decisões baseadas em suas vontades, e é claro que alguns alimentos não conseguiriam escapar dos “não quero” de seu filho.

Além de tudo isso, o calor também pode afetar o apetite de seu filho, sabia? Em épocas mais quentes, é completamente normal que seu filho coma menos. Durante esses períodos, ofereça mais líquidos (caso o bebê não esteja mais em amamentação exclusiva) e invista em comidinhas frescas como frutas ou legumes congeladas, receitas leves (como tortinhas de frango). Quando mais leve, melhor.

Mas essas crises dos “nãos” para os alimentos passam! O mais importante é ter paciência durante elas e sempre investir na COMUNICAÇÃO ATIVA com seu filho. Converse com ele, pergunte por que ele não quer tal alimento, tente oferecer de outra forma e pergunte se ele prefere. E nunca obrigue ou force o consumo de um alimento que a criança esteja negando! Isso pode agravar ainda mais a situação e criar uma emoção negativa relacionada a alimentação.

Para descomplicar de uma vez, minha dica é: Comia bem e de repente não quer mais comer? Tenha paciência, invista no diálogo, compreensão e não foque somente na alimentação, e sim na rotina completa de seu filho. É preciso olhar amplamente para entender o que se passa!

E se notar que a dificuldade alimentar está persistente mesmo com essas dicas, procure um pediatra para conversar e explicar a situação a fundo.

Ps: tem LIVRO para ajudar as crianças nessa seletividade! @colecaodescompliques e cupom MELHOREMCASA não percam a oportunidade ⠀

FONTE:

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada, acesse:

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW

Para seguir o blog e receber as novidades por e-mail, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)