fbpx

urso

Alergia alimentar e dermatite atópica: Qual a relação?

Dermatite atópica não é aquela alergia que dá na pele, Dra? Como pode ter relação com o que comemos?

Sim, é aquela alergia mesmo! Aquela que deixa a pele do bebezinho seca, com erupções, irritação na pele e “crostas” que podem incomodar muito e causar bastante coceira. Aquela que já te deixou cheia de preocupação e sem saber como aliviar os sintomas de seu filho, e nem o que pode estar causando aquilo.

E se eu te disser que pode ter relação com a alimentação? Crianças com dermatite atópica tem mais tendência a desenvolver alergia alimentar, e vice e versa. Isso não quer dizer que se seu filho tem um, necessariamente vai apresentar o outro, mas pode sim ter relação!

Um estudo, publicado no Journal of Allergy and Clinical Immunology: In Practice, avaliou a história natural de 300 crianças com dermatite atópica, e foi identificado que metade delas havia uma relação de alergia com algum alimento. Dessas, 20% apresentavam reações imediatas mais graves, inclusive anafilaxia, após a restrição ou exclusão desses alimentos. Os principais alimentos causadores foram leite e ovo.

É importante saber que são apenas 8 alimentos mais comuns que causam alergia alimentar, e responsáveis pelo desenvolvimento de dermatite atópica em crianças, que são: leite, ovo, trigo, soja, peixe, castanhas, amendoim, frutos do mar. Nos adultos os principais fatores agravantes da dermatite atópica são os chamados aeroalérgenos, como por exemplo ácaros, poeira, barata e epitélio de animais

“Então, se meu filho apresenta dermatite atópica, o certo seria atrasar ou não fazer a introdução dos alimentos que mais causam alergia alimentar?”

Para descomplicar essa resposta, já adianto que essa NÃO é uma recomendação muito efetiva. Inclusive, existem estudos que apontam que que a introdução alimentar de todos os alimentos deve ser feita de forma oportuna. O atraso na sua introdução poderia inclusive aumentar a chance de alergias futuras.

O que é preciso é OBSERVAR e AMENIZAR os possíveis riscos! Observe as reações de seu bebê e, é claro, tenha um plano de ação para caso ocorra reações graves ao determinado alimento ser apresentado.

Se seu filho apresenta alergia alimentar ou dermatite atópica previamente, ou ambos, o acompanhamento com um alergista é indispensável, porque uma pode SIM desencadear a outra através de vários mediadores no organismo.

Agora que te ajudei a entender essa relação, que tal compartilhar esse post com outras mães, gestantes, amigos ou familiares? Vamos descomplicar a dermatite atópica e a alergia alimentar juntos!

Separei para você também alguns outros posts que sei que vão te ajudar! Vem conferir:

FONTES:

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada, acesse:

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW

Para seguir o blog e receber as novidades por e-mail, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)