fbpx

urso

Série: Fortalecendo a imunidade! Qual o papel do sono na imunidade?

O inverno já chegou, e a mudança no clima é notável. Alguém aqui dormindo enrolado na coberta?

Nessa época do ano os pais já sabem: nariz escorrendo, tosse e dor de garganta quase sempre aparecem para dar um oi. E agora, com os pequenos ficando dentro de casa por tanto tempo devido a pandemia do coronavírus, com pouca exposição ao sol, rotina de sono desregulada e alimentação muitas vezes bagunçada, não existe imunidade que aguente.

Vira e mexe vemos manuais de “O que fazer para aumentar a imunidade” ou “Dicas infalíveis para dar um tchau ao resfriado”, mas o importante mesmo é entender COMO cada fator influencia na imunidade, e o que está ao nosso alcance fazer, não é mesmo?

Por isso, o post de hoje é sobre SONO. “Sono, Dra? Qual a relação de sono com imunidade?

Muita! Você sabia que estudos apontam que quem não dorme bem, ou dorme pouco, está mais propenso a contrair resfriados e doenças relacionadas?

Pense no nosso corpo como uma máquina, com várias peças trabalhando em conjunto para funcionarem. Para esse trabalho, muita energia é gasta, e quando dormimos é quando nosso corpo repõe essa “gasolina” do organismo. Ou seja, quem dorme pouco ou dorme mal, consequentemente tem a produção dessa “gasolina” afetada. E isso vale para adultos e crianças!

Além disso, a privação de sono pode diminuir até mesmo a produção de anticorpos (possuem como principal função garantir a defesa do organismo), deixando nosso organismo muito mais propenso a contaminação, principalmente no outono e inverno já que nessa época o ar contém muitas partículas de poeira, vírus e bactérias.

Outro ponto é o cortisol. Quando dormimos menos ou dorme mal, nosso corpo acaba liberando o hormônio do estresse em maior quantidade, o cortisol. Esse hormônio em excesso faz com que nosso sistema imunológico fique um pouco mais enfraquecido e apresente menores reações de defesa em caso de contato com agentes infecciosos.

Mas Dra, os bebês são mais suscetíveis a essas doenças de inverno?

Os bebês principalmente ainda são muito frágeis e indefesos, tanto por dentro quanto por fora de seu corpo. Isso se deve ao fato de o seu sistema imunológico, responsável pela defesa do pequeno, ainda estar em fase de desenvolvimento e formação. Ou seja, a proteção do bebezinho ainda não é completa e está diariamente sendo fortalecida.

Consequentemente, essa imaturidade e fragilidade imunológica faz com que ele seja mais suscetível a ficar resfriado ou apresentar infecções respiratórias, por exemplo. Nesse aspecto, o aleitamento materno tem um papel ESSENCIAL no fortalecimento da imunidade, mas estamos aqui para falar de sono!

O sono é regulado por neurotransmissores e hormônios que operam em harmonia para o equilíbrio inteiro do corpo. Os seres humanos possuem um sistema cuja função principal é manter o equilíbrio interno. Esse sistema neuroendócrino, conhecido como eixo hipotálamopituitária-adrenal (HPA), é ativado toda vez em que há um perigo para a vida.

Da mesma forma, um sistema imunológico regulado e equilibrado é essencial para nossa vida. A não manutenção desses sistemas com funcionamento em perfeita harmonia pode ser considerada um fator negativo para o corpo, levando à ativação do eixo HPA durante o sono erroneamente, que pode resultar em mais perturbações.

Segundo alguns estudos laboratoriais, a privação do sono após imunização contra hepatite A, por exemplo, reduz a produção de anticorpos. Além disso, indivíduos parcialmente privados de sono também demonstram menor produção de anticorpos contra o vírus da influenza. Ou seja, a privação do sono tem relação direta com o sistema imunológico.

Transtornos do sono nos quais a privação do sono é a característica principal, como a insônia e a apneia do sono, resultam em alterações no sistema imunológico. O estresse é considerado como uma das principais dessas alterações, por exemplo.

Como falei, o sono é essencial para o sistema imunológico. No caso dos bebês, ele é ainda mais importante pois tem relação direta com seu crescimento e desenvolvimento.

Ou seja, mamãe, quer fortalecer a imunidade do bebê? Invista na hora do soninho! Uma noite bem dormida (mesmo que o bebezinho acorde algumas vezes para mamar), é essencial. E as sonecas da tarde também, hein?

Já falei bastante da higiene do sono (aquele ritual feito diariamente para melhorar a qualidade na hora de dormir) por aqui, então vou deixar alguns links abaixo especialmente para você:

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada, acesse:

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW

Para seguir o blog e receber as novidades por e-mail, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)