fbpx

urso

Quando é necessário fazer a frenotomia?

Oi, oi, pessoal! Vocês já ouviram falar de frenotomia?
.
É um procedimento cirúrgico realizado para corrigir o freio ou frênulo da língua ou do lábio da criança quando há um encurtamento do mesmo, dificultando a movimentação da língua e podendo causar impacto importante na amamentação, alimentação, movimentação da boca, fonação e outros aspectos importantes. O freio lingual é uma pequena membrana que fica abaixo da língua e impede que ela se movimente adequadamente.
.
Essa anomalia do freio recebe o nome de anquiloglossia, também conhecido como língua presa.
.
Apesar de ser um procedimento cirúrgico, não se desespere: a frenotomia é um procedimento relativamente simples e pode ser feita por um pediatra especialista e com treinamento na área ou então por odontopediatria, no próprio consultório, usando um bisturi ou laser de CO2, de acordo com estudos recentes.
.
“Mas, dra. Kelly, como saber se meu filho precisa fazer a frenotomia?”
.
Nós falamos aqui no blog em outro post sobre as recomendações onde esse tipo de procedimento pode ser feito, na maioria dos casos, ocorre em bebês no período de amamentação, já que a anquiloglossia pode interferir diretamente no aleitamento materno, pois o ato de sugar a mama e deglutir depende do movimento da língua.
Hoje as maternidades realizam o teste da linguinha, que é um teste de triagem para avaliação do freio lingual. Esse teste identifica apenas os casos mais graves, e portanto, poderá não identificar todos os casos de freio lingual, por exemplo os posteriores.
.
Uma vez que os movimentos linguais são afetados, a amamentação também pode ser comprometida. Além disso, a pega incorreta, causada pela língua presa, pode causar dor no mamilo da mãe e resultar em um desmame precoce.
.
Neste caso, é importante diagnosticar o problema corretamente, para que a intervenção cirúrgica seja recomendada e realizada por um profissional qualificado, com o intuito de beneficiar a amamentação.
.
Já em crianças mais velhas, o procedimento é indicado para casos de problemas periodontais ou biomecânicos causados pelo freio curto, como dificuldade do fechamento dos diastemas (espaço entre os dentes da frente) ou dificuldade na higienização bucal, no caso de freio labial.
.
A resolução do freio labial pode ocorrer até os cinco anos de idade. No entanto, o procedimento pode ser solicitado antes, se a qualidade de vida da criança for prejudicada. O freio lingual, caso não seja feita a frenotomia precocemente para resolução de dificuldades na amamentação, pode ser feito depois, devido a dificuldades e problemas de fala.
Caso você esteja com dificuldades de amamentação e dor no peito que não melhora, procure um especialista que possa avaliar isso de forma completa.
.
Por isso, ressalto a importância de levar seu filho a um pediatra especialista e com treinamento na área ou a um odontopediatra para que seja feita uma avaliação periódica desde cedo!
.
Se vocês ainda tiverem dúvidas sobre este tema, deixem nos comentários, pessoal!

Aproveite também para baixar o e-book GRATUITO sobre o sono do bebê! São muitas dicas e informações que podem te ajudar, acesse: https://bit.ly/3bWoOlZ e garanta já o seu! 

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada!

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW.

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

2 Comments

  • Daniela 15/04/2020 Reply

    Minha filha, hj com 1a2m, tinha a língua presa. Descobrimos com 9m, por acaso, quando uma pessoa comentou que ela poderia ter pelo formato da língua. Somos pais de primeira viagem, sem conhecimento sobre isso, e sempre levamos ela às consultas, todos os meses, então imaginamos que a pediatra que a atendia teria visto, se minha filha tivesse a língua presa. Enfim, fez a cirurgia com 10m, mas depois disso é outro bebê. Antes, tinha interesse pelos alimentos, provava, mas depois da cirurgia se tornou um bebê seletivo. Isso é normal? Como reverter? Continuo oferecendo os alimentos que ela rejeita, mas sem sucesso. Obrigada e parabéns pelo trabalho!

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 16/04/2020 Reply

      Olá, Daniela!

      Obrigada pelo carinho e por interagir comigo.
      Não acredito que seja decorrente ao procedimento, o recomendado é procurar um pediatra de sua confiança que aborda esse assunto.

      Um beijo,
      Dra. Kelly

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)