fbpx

urso

A alimentação da mãe influencia a amamentação?

Para a mãe que amamenta, qual alimentação é adequada? É preciso fazer alguma restrição da alimentação por causa do bebê? Ou para evitar as cólicas?

Alguns anos atrás fiz um post aqui no blog sobre esse tema, porém hoje vou retomar com informações e recomendações atualizadas! Vamos lá?

Primeiramente, é preciso ter em mente que não existe uma dieta perfeita e universal durante o período de amamentação. Mas a resposta, a princípio, para a pergunta é: SIM! A alimentação da mãe influencia na alimentação.

O que existe é a necessidade da mãe se alimentar adequadamente de forma saudável e equilibrada para que ela tenha nutrientes e energia suficiente para produzir o leite. Durante o período de amamentação, o gasto energético da mãe é muito maior (a mãe pode perder de 1 a 2 kg todo mês), portanto a quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais consumidos deve ser proporcional a esse gasto. Além disso, é importante se atentar à quantidade de produtos lácteos consumidos para que não falte cálcio no organismo da mulher.

E como ter essa alimentação balanceada com tudo que é preciso, @pediatriadescomplicada?

Você deve ser atentar, primeiro, a quantidade de refeições diárias. O mais recomendado é comer de forma fracionada, ou seja, de 4 a 5 refeições ao longo do dia. Essas refeições podem ser: café da manhã, almoço, jantar e duas pausas para o lanche entre as refeições principais.

Durante essas refeições, os pratos consumidos devem ser variados e saudáveis. Frutas e vegetais devem ser consumidos diariamente, além de grãos, cereais integrais e gorduras saudáveis, como o abacate, castanhas e salmão, por exemplo. O segredo é variar a coloração dos alimentos no prato e sempre contar com uma refeição colorida e completa, mas sem exagerados!

A água também é um fiel aliado e deve estar sempre presente, afinal hidratação é essencial para a saúde de todos nós, e o processo de amamentação pode provocar sede em algumas mulheres. Mas isso não significa que é preciso beber água em excesso, e sim o suficiente ao longo do dia.

O mais recomendado é, em qualquer período da vida, evitar o consumo de alimentos gordurosos ou cheios de sal e açúcar, afinal fazem mal para a saúde da mãe e podem contribuir no desenvolvimento de diversas doenças. Outro ponto negativo de tais alimentos é que não fornecem a quantidade suficiente de nutrientes que a mãe precisa, prejudicando não a amamentação, mas sim sua saúde geral.

É importante saber que a ingestão de gordura insaturada ou gordura trans presente nos industrializados não afeta a quantidade de gordura presente no leite materno, mas pode afetar a QUALIDADE dessa gordura.

Por isso, como agora você já sabe que sua alimentação pode afetar a alimentação de seu bebê que só consome leite materno, opte por uma alimentação mais saudável e equilibrada!

Tem alguma dúvida sobre o tema? Deixe nos comentários!

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada!

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW.

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)