fbpx

urso

Recomendações da cama compartilhada SEGURA

Olá, pessoal! Vamos continuar falando sobre a cama compartilhada? Muitas pessoas ficaram com dúvidas sobre as posições mais seguras e recomendadas para realizar a cama compartilhada, então hoje vou falar sobre isso!

Lembrando que a cama compartilhada é incentivada SIM, desde que algumas recomendações de segurança sejam levadas em conta. No estudo publicado pela Academy of Breastfeeding Medicine Protocol você encontra todas as recomendações citadas nesse post e mais indicações!

Sem mais enrolações, vamos para as recomendações!

POSIÇÃO DE AMAMENTAÇÃO: Amamentar seu bebê ao deitar-se em sua cama é uma opção excelente pois além de facilitar o ato, mães que amamentam permanecem mais tempo no estágio de sono “leve”, o que faz com que ela esteja alerta ao bebezinho durante a noite. Existe também a posição Laid Back position que é mais intuitiva, além de confortável e muito usada para bebês que estão com dificuldade de amamentar. Acesse o link aqui para ver o Post completo sobre essa posição!

POSIÇÃO PROTETORA: Essa é a chamada posição em “C”. É quase instintivo para a mãe trazer seu bebê para perto do corpo em uma posição de proteção e acolhimento. Essa é, inclusive, uma das posições mais recomendadas na hora de fazer a cama compartilhada. Com os joelhos dobrados para cima, a mãe coloca o bebezinho próximo de seu peito e acima dos joelhos, o que faz com que o bebê fique protegido de se mover muito e acabar caindo da cama ou se enrolando nos cobertores.

PERTINHO DA MÃE: Muitas pessoas acreditam que a cama compartilhada deve ser feita com o bebê no meio da cama, entre o pai e a mãe, porém a recomendação é justamente contrária: a mãe, de costas para seu parceiro, acolhe o bebê em seus braços com a posição “protetora”. Isso evita que o pai machuque o bebezinho caso tenha um sono pesado ou se mova muito durante do sono.

GRADES DE PROTEÇÃO: Os bebês são indefesos e não tem noção de que certos movimentos podem machucá-lo. Ao dormir com seu filho na cama, lembre-se de manter o local seguro, ou seja, preencha os espaços entre a cama e a parede para evitar que o bebê caia ou fique preso. Se optar por colocar o colchão no chão (em forma de futon) e longe de paredes e móveis, você ajuda a prevenir quedas da cama e possíveis ferimentos na cabeça e corpo do bebê.

BEBÊS ABAIXO DE 1 ANO: Se este for o caso de seu filho, não permita que ele durma com irmãos mais velhos, com idosos ou com a babá, por exemplo, pois isso pode representar um risco a saúde do bebezinho. A pessoa a fazer a cama compartilhada deve sempre ser alguém que pode assumir a responsabilidade pelo bebê estar na cama.

Cabe sempre a mãe e ao pai decidirem a melhor forma a ser usada na hora de dormir. Caso seja o que ambos os pais querem, a cama compartilhada é uma excelente opção! E a posição a ser escolhida também depende unicamente do contexto familiar e das necessidades de cada família.

E aí, ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

FONTE:

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada!

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW.

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)