fbpx

urso

Manual do Desenvolvimento infantil

Existe mesmo um manual do desenvolvimento infantil, Dra. Kelly? A resposta é complicada, mas de forma resumida, não existe um manual a ser seguido pois cada criança se desenvolve de uma maneira. As mudanças ocorrem de forma gradual e variam muito dependendo dos estímulos que são feitos, quase sempre ocorrendo avanços e retrocessos ao longo desse processo. Se engana quem acha que as crianças se desenvolvem de forma linear!

Desde a fecundação, o desenvolvimento psicológico e físico está presente e segue por toda a infância, adolescência, juventude e se estende pelo restante da vida, mas os três primeiros anos de vida são os mais significativos para o desenvolvimento dos pequenos. Isso porque, durante esse período, o cérebro evolui mais rapidamente, portanto os estímulos dados a criança nessa fase são essenciais.

Para te ajudar a analisar o desenvolvimento de seu bebê até 1 ano de idade, fiz um breve roteiro geral com algumas das principais habilidades adquiridas pelos pequenos conforme sua idade. Caso seu bebezinho não siga a lista à risca, não é preciso entrar em desespero, hein! Lembre-se que cada bebê se desenvolve no seu tempo.

1 MÊS

O bebê de um mês não tem a visão bem desenvolvida e tem pouquíssimo controle sobre seus músculos, porém consegue virar a cabeça de um lado para o outro quando deitado. Suas reações são, basicamente, reflexivas aos sons ambientes, porém é capaz de focar em um rosto ou objeto quando colocado próximo a seu rosto.

2 a 4 MESES

Nessa fase, o bebê consegue levantar a cabeça por alguns segundos quando colocado de bruços e consegue reproduzir alguns sons, além de abrir e fechar a mãozinha. Ele pode também adquirir o hábito de sugar o polegar e consegue distinguir a mãe visualmente e também pela voz. Normalmente sorri ao ouvir a voz de alguém próximo a si.

5 A 6 MESES

Próximo aos 6 meses, a visão do bebê já vai estar praticamente igual a de um adulto. Normalmente consegue se sentar com apoio e manter as costas retas, tenta alcançar objetos com as mãozinhas, já consegue rolar de um lado para o outro, o que exige atenção redobrada dos pais. Além disso, o bebê também tenta imitar a voz da mãe e reconhece o rosto de familiares.

7 A 8 MESES

Com mais controle de seus movimentos e membros, o bebezinho consegue se descolocar um pouco do lugar e se sentar sem apoio por alguns instantes. Nesse ponto, o desenvolvimento cognitivo é avançado, o que permite que o bebê participe mais ativamente de brincadeiras.

9 MESES A 11 MESES

O bebê começa a engatinhar nessa fase pois tem mais força nos membros e já é capaz de agir intencionalmente, expressando suas vontades. Expressões como “pega” ou “vem aqui” já são entendidas e é possível que o pequeno tente imitar esses sons, além de ser mais ativo.

1 ANO

Possui mais habilidade em equilibrar-se, o que encoraja o bebezinho a arriscar os primeiros passos com ajuda dos pais. Com essa idade, o bebê já é capaz de falar algumas poucas palavras e compreender quando é repreendido ou elogiado, portanto, é importante oferecer diversos estímulos.

Tem muitas outras características e mais fases do desenvolvimento, mas vou deixar para um próximo post! O que achou, mamãe e papai? Em que fase seu bebê se encaixa melhor?

Não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada! 

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW.

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)