fbpx

urso

Qual repelente usar? Guia completo!

 

Nós, pais e mães, já sabemos bem o quão incomodo é ser picado por mosquitos e outros insetos, então imagine só essa sensação para os pequenos! O verão vem chegando, e com ele os pernilongos ficam a toda! Como fazer para prevenir as picadas, @pediatriadescomplicada?!

Uma das opções mais recomendadas é o uso de REPELENTES!

Porém, é claro que existem certas restrições e cuidados que devem ser levados em consideração, como por exemplo a idade da criança, a marca do produto, seus componentes e até mesmo a forma de aplicação (pomada, spray e aparelhos de tomada). Confira no post de hoje o GUIA COMPLETO DE REPELENTES PARA AS CRIANÇAS!

Segundo a Anvisa, órgão responsável por regulamentar esse tipo de produto no Brasil, os repelentes devem ser usados de acordo com as recomendações do fabricante e não são indicados para bebês abaixo dos 6 meses de idade. O medo das doenças transmitidas por mosquitos, como a dengue ou a Chikungunya, faz com que muitos pais ignorem tais recomendações, expondo seus filhos ao risco de alergias, intoxicação ou problemas mais graves.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), os princípios ativos mais indicados nos repelentes são o D.E.E.T (dietiltoloamida) e o IR 3535. Ainda que sejam indicados, cada um destes componentes possui recomendações especificas.

Agora vamos para a parte que interessa: qual repelente pode e qual não pode usar nas crianças de acordo com suas idades?

0 a 6 meses

O repelente não deve ser usado. Para proteger o bebezinho, use mosquiteiras e telas nas janelas, evite deixar o ambiente aberto e exposto, use (se permitido pelo pediatra) velas naturais de citronela e isole a pele do bebê com óleo infantil adequado para essa faixa etária.

6 meses a 2 anos

O repelente deve ser usado como forma de proteção quando as crianças forem a locais externos e que tenham insetos. Se for necessário, opte por repelentes a base de termetrina, Icaridina 20%, IR3535 ou D.E.E.T com concentração máxima de 10%. As marcas de repelentes com tais indicações no Brasil são: Exposis®, Baruel, SPB Advanced, Sunlau, Johnson Loção Antimosquito e o Repelente infantil Huggies Turma da Mônica.

2 anos em diante

O repelente deve ser usado com os devidos cuidados,  porém qualquer um dos componentes pode estar presente (Icaridina, D.E.E.T, IR3535). Respeite os intervalos das aplicações! Usar de acordo com a recomendação do fabricante e não usar sprays, que pode ser inalado, mas preferir os de creme/ loção.

Em todos os casos, o ideal é evitar passar o repelente na palma da mão da criança, que pode acabar levando o produto até a boca, e sim passar nas partes mais externas do corpo como braços, perninhas e costas.

Vale ressaltar que a concentração de 10% protege a criança por aproximadamente duas horas, enquanto a de 20% protege por 3 ou 4 horas.

Já falei sobre isso em outro post aqui do blog! Clique AQUI para conferir outras informações e a tabelinha com as indicações dos componentes e repelentes disponíveis no mercado.

E não esqueça de se inscrever no canal do youtube da Pediatria Descomplicada! 

Para ter acesso a conteúdos exclusivos, do Pediatria Descomplicada, junte-se ao grupo do Telegram através do link: https://bit.ly/30iJTkW.

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja muito bem-vindo!
Quer receber Nossa newsletter coloque seu melhor email

(Não se preocupe, somos contra spam)