urso

Novas recomendações nutricionais em relação às bebidas para bebês

 

Essa é uma dúvida MUITO comum entre as mães e pais: Será que posso dar água para meu bebê? E o suco, quando posso introduzir na alimentação? Bebê ainda em fase de amamentação exclusiva precisa beber água?

Muita calma nessa hora que hoje vamos falar sobre isso! De acordo com a nova recomendação feita recentemente (bem recente mesmo, dia 18/09), um painel de cientistas da Academia de Nutrição e Dietética, da Academia Americana de Pediatria, da Academia Americana de Odontopediatria e da American Heart Association divulgou novas diretrizes nutricionais para as crianças em relação ao consumo de líquidos. Sabemos que o que a criança bebe desde seus primeiros dias de vida tem um enorme impacto em sua saúde e desenvolvimento, portanto essas recomendações tem um grande papel para esclarecer aos pais quais são as bebidas ideias a serem fornecidas a seus filhos, sejam bebezinhos ou em idade pré-escolar.

Vamos agora para essas novas recomendações:

0 a 6 meses: Leite materno ou fórmula infantil (quando necessário).

  • Não é necessário oferecer água pois o leite materno já contém água suficiente em sua composição para hidratar o bebê, assim como no caso do uso da fórmula.

6 a 12 meses: Leite materno ou fórmula infantil.

  • Alguns goles de água podem ser oferecidos durante as refeições quando os alimentos sólidos se tornam parte da dieta.

12 a 24 meses: Leite integral (puro e pasteurizado) e água potável.

  • Por dia, o consumo de leite deve variar entre 500 e 700ml.
  • A quantidade de água pode variar de 250 a 900 ml e, em caso de sucos naturais, somente meio copo (prefira a fruta ao suco).

2 a 5 anos: Leite desnatado ou com pouca gordura e água potável.

  • Quantidade de leite entre 2 e 3 anos: 500 ml por dia.
  • Quantidade de leite entre 4 e 5 anos: 600 ml por dia.
  • Quantidade de água nesse período: de 300 a 1100 ml por dia.

Além disso, o painel recomenda que certas bebidas NÃO sejam oferecidas aos pequenos com menos de 5 anos, como é o caso de bebidas com cafeína, bebidas com adoçante zero, leite com sabor (morango ou chocolate), bebidas com açúcar, fórmula de transição ou segmento após um ano (porém é preciso individualizar cada caso de acordo com a recomendação pediátrica de cada bebê).

Qualquer dúvida é só deixar nos comentários, pessoal!

Fonte: Academia de Nutrição e Dietética, Academia Americana de Odontopediatria, Academia Americana de Pediatria (AAP) e American Heart Association sob a liderança da Healthy Eating Research (HER), uma organização líder em pesquisa em nutrição e com financiamento da Robert Wood Johnson Foundation.

Informação fresquinha que tem tb no insta da @pediatriaobjetiva

 

Um bjo,

Dra Kelly Marques Oliveira

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga no Instagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

 

2 Comments

  • Marcella 20/09/2019 Reply

    Ola! Dra. Preciso ofertar leite para uma criança de 02 anos? Ela consome queijo regulrmente e tem uma otima alimentação, mas nao ofereço leite.

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 21/09/2019 Reply

      Olá Marcella,

      Muito obrigada por me acompanhar e interagir nas redes sociais.
      O Conselho Federal de Medicina não me permite dar condutas pela internet, pois além de não ser correto, cada paciente é único e é necessário uma avaliação completa para entender o que está acontecendo. Sugiro que passe em uma consulta médica para avaliar esta questão. Caso resida em São Paulo, entre em contato conosco para agendar sua consulta:

      (11) 5579-9090 /(11) 93014-0007
      Espero pelo seu contato!
      Um bjo, Dra Kelly.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faixa