urso

A polêmica vacina do rotavírus

 

Já ouviu falar sobre a vacina para o rotavírus pentavalente? Essa vacina é um subtipo encontrado na rede privada de saúde e protege contra 5 subtipos de vírus, enquanto na rede pública (SUS), essa vacina contém somente um sorotipo.

O que é Rotavírus, @pediatriadescomplicada?

Trata-se de um dos principais agentes virais causadores das doenças diarreicas agudas (DDA) e de diarreias graves em crianças menores de cinco anos no mundo, frequentemente acompanhadas de febre e vômito.

A transmissão da doença se dá basicamente através do contato, pois a criança excreta fissuras nas fezes e contamina o ambiente.

Como funciona a vacina do rotavírus?

Essa vacina é constituída por vírus vivos atenuados e recomendada para bebês menores de 6 meses. O esquema de vacinação é de duas doses exclusivamente por via oral, sendo a primeira dada aos 2 meses e a segunda aos 4 meses de idade com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.

Existem algumas contraindicações em alguns casos, como: imunodeficiência, uso de imunossupressores ou quimioterápicos, histórico de doença gastrointestinal crônica, má formação congênita do traço digestivo, histórico de invaginação intestinal ou histórico de hipersensibilidade a algum dos componentes da vacina.

Muitos pais têm medo da vacina ou questionam se a mesma não poderia “causar” uma alergia a proteína do leite de vaca (APLV) ou mesmo ser um “gatilho” para a mesma. Muitos dos sintomas da reação da vacina podem se confundir com o próprio quadro de APLV, mas na verdade o que sabemos hoje é que a vacina NÃO causa APLV.

A maioria das crianças não costuma manifestar nenhum efeito colateral após a imunização, porém, dentro das primeiros 48 horas após a aplicação da vacina, podem acontecer quadros de febre baixa, diarreia e, mais raramente, febre com sangue. Caso os pais percebam que o bebê está apresentando outros sintomas como febre alta, falta de apetite, diarreia intensa ou vômitos contínuos, é indicado consultar um pediatra para que sejam feitos exames e, posteriormente, o diagnóstico correto da causa de tais sintomas.

Não deixe de vacinar seu filho/a contra o rotavírus!

.

Um abraço,

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

  Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faixa