Bebê chorando com Refluxo

urso

Vamos falar de refluxo?

Gente, vamos falar de refluxo?

Tô falando de refluxo mesmo, a doença do refluxo gastroesofágico e não aquele golfinho feliz, em que o bebê regurgita um monte mas continua ganhando peso lindamente e felizão, que a gente até chama de regurgitador feliz.

Aliás bebês golfam, e é normal! Claro se tiver feliz. Como falei, bebê infeliz + golfo, melhor investigar.

 

Manejar o refluxo (doença) não é fácil. É preciso muita calma, paciência, em dose extra.

O bebê tende a chorar muito, durante e após as mamadas e sim será um bebê de colo. “Ah mas esse bebê só fica no colo, vai ficar mal acostumado!”Não, não acostuma mal” o bebê que sofre de refluxo precisa de colo, pois acreditem é a melhor posição para eles, e a que dá mais alívio. Geralmente esses bebezinhos vivem uma longa e intensa exterogestação, e gostam (muito), de dormir no colo dos pais, principalmente se for assim, de barriga pra baixo abraçadinho. Essa posição alivia a dor e é favorável ao esvaziamento gástrico também. Claro, não é algo que dá para fazer para sempre, mas pensa nas mamadas do dia, pensa no sling! Eu sei que é punk, é treta, mas passa, juro que passa e melhora! Então dê muito colo, e fala para as pessoas se preocuparem menos com o bebê estar mal-acostumado e te darem um sling de presente, que tal?

Gostaria de ler mais sobre o Refluxo? Veja aqui!

 

Bebês com refluxo choram.

Choram muito! Pensa em algo ácido voltando várias vezes ao dia à sua boca, às vezes pelo nariz, e aquele incômodo de enquanto você está comendo sentir esse gosto na boca. Dói! Dói mesmo…Então acolham, acolham bastante. Se mama peito, continue o peito, nenhuma fórmula anti-refluxo será a solução para os seus problemas, existem outros meios de ajudar seu bebê sem desmamá-lo, confie! O leite materno será muito importante para ele, acredite. Que não seja isso o motivo do desmame se porventura ocorrer.

Leia mais sobre os benefícios do leite materno!

 

Medidas posturais ajudam muito!

É enlouquecedor, mas o bebê vive no colo, e mesmo no colo você percebe o leitinho voltando e isso nos deixa super chateadas, mas no fim você irá perceber que esse incômodo melhora com o tempo também. A gente acaba fazendo tudo para aliviar o incômodo deles, então as trocas de fralda devem acontecer sempre antes das mamadas, de preferência numa rampinha elevada. Após o bebê mamar você pode deixá-lo um bom tempo para arrotar, geralmente em média uns 20 a 30 minutos são suficientes (estamos falando de bebês com doença do refluxo, bebês sem refluxo é bem menos tempo). A noite para dormir coloque uma elevação de pelo menos 30 graus da cabeceira, existem alguns colchões que mantém o bebê elevado como num ninho, mas acabam durando até uns 4 meses do bebê, pois o bebê cresce e não caberá mais nesse espaço…

Nas sonecas do dia, procure mantê-lo elevado, ou no berço com travesseiro antirefluxo, ou no sling ou no carregador, o que aliás eles adoram e ajuda muito as mães também.

 

E as medicações para refluxo?

Remédios podem aliviar, mas lembrem-se muitos dos remédios tem efeitos colaterais, e não devem ser usados sem prescrição e orientação médica.

Existem 2 classes de remédios que podem ser usadas para refluxo: os protetores gástricos, que irão reduzir a acidez do estômago e por consequência aliviar os sintomas associados a queimação, quando o conteúdo do estômago voltar. Esses medicamentos não reduzem a regurgitação em si, mas a dor que essa causa.

Outra classe de remédios que pode ser utilizada são os pró-cinéticos. Eles têm a função de aumentar o peristaltismo e a motilidade intestinal, assim evitando que uma grande quantidade de leite volte, ou seja, evitam que o refluxo ocorra. O grande problema deles e que aumentam muito a motilidade intestinal, e podem gerar sintomas como cólicas, fezes explosivas e muitos gases.

Por isso, NUNCA faça automedicação! O médico deverá te orientar quanto ao melhor tratamento para seu bebê e se há real necessidade de usá-los.

 

Será que é alergia?

Refluxo pode ser um sintoma de Alergia a Proteína do Leite de Vaca (o chamado APLV) mas não necessariamente, então fique atento aos sintomas! Muitas vezes quando o bebê tem alergia alimentar os sintomas não costumam cessar somente com o tratamento do refluxo, então é o momento de procurar o especialista. A alergia alimentar deve ser muito bem manejada e investigada, para que o bebê mantenha-se em aleitamento materno e a mãe com as devidas orientações em relação a sua alimentação, sem enlouquecer de vez! O refluxo é apenas um dos sintomas que bebês com alergia alimentar podem ter.

Eu sei, a gente entra num looping enlouquecedor de não dormir porque o bebê vive com dor e vive no colo, a gente dá o peito e eles choram e a gente acha que a fórmula será a solução, ou o remédio X, Y, Z, ou o tratamento milagroso. Muitas vezes parecemos sem forças. Não você não precisa aguentar o tranco sozinha. Peça ajuda! Para você, também. Lembra? Mãe e bebê são um binômio e estão numa simbiose tão intensa que seu bebê sente a sua dor física, emocional e psíquica. Você precisa cuidar de você. Por ele, mas por você mesma principalmente!

Procure um médico que te auxilie, te acolha, te ajude nessa caminhada, pois não é fácil. Tenha uma rede de apoio, tem tantas mães que passam pelas mesmas dificuldades, não é fácil, mas é possível!

Um bjo

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

>
E aí gostou do conteúdo? Espero que tenha ajudado a esclarecer dúvidas! Compartilhe! E você sabia que dá para receber o conteúdo do blog direto no seu e-mail? É só se cadastrar! Só fazer o cadastro na nossa newsletter e colocar seu e-mail. Estamos também no Facebook (curta e coloque para “ver primeiro” nas opções) e instagram @pediatriadescomplicada (ative as notificações para visualização).

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ Whatsapp (11) 93014-0007

7 Comments

  • Roberta 30/05/2018 Reply

    Em média com quantos meses o refluxo melhora?

  • Lais Andrade 31/05/2018 Reply

    Bebês com refluxo choram em todas as mamadas, ou não necessariamente? Pode variar?

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 08/06/2018 Reply

      Não necessariamente, mas, recomendo muito passar com o pediatra de confiança e analisar melhor, o por quê do bebê chorar nas mamadas, mesmo com refluxo isso não é comum.
      Um bjo
      att.
      Dra Kelly

  • Rejane 31/05/2018 Reply

    A introdução de papinha ajuda passar os sintomas??

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 08/06/2018 Reply

      olá Rejane boa tarde,
      a Introdução de alimentos é apenas aos 6 meses do bebê, e não quer dizer muita coisa em relação ao refluxo.
      um bjo
      Dra. Kelly

  • Clara Barros 02/06/2018 Reply

    Meu bebê chora bastante e só dorme no colo, vomita bastante mas não tem perda de peso… ele se contorce nuito de dor, como saber se é refluxo?

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 08/06/2018 Reply

      Imagino o quanto sua dúvida é angustiante, afinal, nossos Pequenos são nossos maiores tesouros… Infelizmente, o Conselho Federal de Medicina não me permite dar condutas pela internet, pois além de não ser correto, cada paciente é único e é necessário uma avaliação completa para entender o que está acontecendo, e atender com todo carinho e atenção que eles merecem.
      Entre em contato para agendar sua consulta, só ligar no número (11) 5579-9090 ou via whatsapp (11) 93014-0007

      Um bjo

      Dra Kelly

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Faixa