urso

Como oferecer leite materno na ausência da mãe (sem ser mamadeira)

Pode ser aquela saidinha rápida até o mercado, ou algum compromisso do trabalho, ou a ida até o salão, e sim, com certeza na volta ao trabalho, você irá precisar de alternativas para oferecer o leite materno ao bebê.

Então surgem as dúvidas que as mamães sempre me perguntam! Como oferecer o leite materno sem ser na mamadeira? Que alternativas são interessantes para o bebê não desmamar? Quanto devo deixar de leite para meu bebê?

Ah, mas a mamadeira é tão fácil! Por que não posso/devo usar? A mamadeira é uma opção, sim, mas muitas vezes a mãe vêm de uma história de amamentação tão turbulenta e com tantas dificuldades que “perder o jogo” para a mamadeira nesse momento não é uma opção. Ou então justamente por essa “facilidade” da mamadeira é que o bebê acaba desmamando, pois o bebê escolhe a mamadeira ao invés do peito!

A volta ao trabalho não é sinônimo de desmame, como muita gente pensa. Ordenhar leite materno exige dedicação, persistência e paciência, mas é possível sim! Mas além disso, o como oferecer também é importante.

Quais são as opções de como oferecer leite materno? Veja!

💡 Copinho aberto

esse é o famoso “copinho de pinga” que usamos também em recém nascidos para oferecer leite materno ordenhado. O bebê em posição semi-sentado sorve o leite que é trazido próximo da borda do lábio inferior da boca.

Vantagens: não tem bico que possa causar a tal da confusão de bicos. Rápido e fácil de higienizar.

Desvantagens: o bebê pode engolir muito ar, e com a agitação, acaba desperdiçando uma boa parte do leite. Os pais ficam inseguros e com medo do bebê engasgar.

💡 Copo de transição com bico de silicone firme

Esse copo pode ter alças laterais ou não.  É recomendado que se retire a válvula, pois a idéia é o bebê não precisar fazer a sucção para beber o leite e sim tomar o leite que é derramado do copo sem muita força. O ideal é oferecer pausadamente o mesmo.

Vantagens: desperdiça menos leite, um pouco mais fácil de administrar.

Desvantagens: tem o bico de silicone, que mesmo não sendo mamadeira, pode causar uma certa confusão ao bebê. Muitos bebês em aleitamento materno não aceitam nenhum tipo de bico e pode não funcionar para eles.

💡Copo 360:

esse copo consiste num copo sem bicos, que apresenta uma vedação com silicone na sua parte superior, na qual o bebê precisa pressionar para sair líquido. Pode ter alças laterais para facilitar o bebê de pegar.

Vantagens: Não tem bicos e menor possibilidade de confusão com o peito. Às vezes bebês aceitam e assimilam bem a forma do seu uso.

Desvantagens: Não é muito fácil de usar para bebês que estão iniciando a introdução alimentar, e exige um pouco de treino. Pode desperdiçar leite.

💡Colher dosadora:

Trata-se de uma colher acoplada a um recipiente de silicone originalmente usado para papinhas líquidas, mas que encontrou seu uso hoje para oferta de leite materno. O leite materno é oferecido na colher, com a vantagem que ter um recipiente acoplado que enche a mesma.

Vantagens: Não tem bico, com menor possibilidade de confusão com o peito.

Desvantagens: Pode desperdiçar leite no início, pois bebês podem não aceitar bem e não assimilar direito seu uso. Exige um pouco de treino do cuidador.

Tentei de tudo e meu bebê não aceita o leite de nenhuma forma! O que eu faço?

Muitas vezes o bebê em aleitamento materno exclusivo não aceita nenhuma forma de leite que não do peito, e é preciso calma e paciência para que essa aceitação ocorra. O bebê faz uma espécie de “protesto”: como assim não tem mais peito livre demanda? E agora vou comer o quê? Não quero esse troço de plástico!!! Mesmo a mamadeira pode ser uma dificuldade, ainda que nem seja uma opção! (após esgotar todas essas alternativas!).

Leia mais sobre greve de peito em bebês

É preciso dar tempo ao tempo, e não forçar para que o bebê não crie ”traumas” desse período de transição. Ofereça quando o bebê não está com muita fome, nem muito cansado. Deixe-o explorar o copinho/colher.

Quanto devo oferecer?

O cálculo do tamanho do estômago do bebê é de 20 a 30ml/kg, mas nem sempre é o que eles tomam logo de início. Geralmente o bebê toma bem menos, pois ainda está aprendendo. A minha dica é você começar oferecendo em torno de 80 a 100ml de leite, e ir aumentando aos poucos, até chegar a quantidade que seu bebê costuma tomar. Esse volume é por volta de 150ml aos 6 meses.

Leia mais sobre como retirar leite materno

Leia mais sobre como armazenar leite materno

Muita calma e paciência, aguenta coração! Esse momento de volta ao trabalho é difícil para ambos, mãe e bebê, mas vai dar certo! É possível manter a amamentação mesmo com a mãe voltando a trabalhar sim.

Que tal compartilhar o conteúdo para aquela mãe que já está sofrendo com a volta ao trabalho?

Um bjo

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

E aí gostou do conteúdo? Espero que tenha ajudado a esclarecer dúvidas! Compartilhe! E você sabia que dá para receber o conteúdo do blog direto no seu email? É só se cadastrar! Só fazer o cadastro na nossa newsletter e colocar seu email! Estamos também no Facebook (curta e coloque para “ver primeiro” nas opções) e instagram @pediatriadescomplicada (ative as notificações para visualização).

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta

Faixa