urso

Vacina de Rotavírus: indicações e contra indicações – Parte 2

A famigerada vacina de rotavírus. Fala-se muito dela, sem entender muito o que ela pode causar, e quando ela deve ser contra indicada. Por ser uma vacina de vírus vivo atenuado, como qualquer vacina atenuada, ela pode causar mais reações, em sua maioria transitórias e leves. Está no calendário do SUS, e também no particular, e é recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria e Sociedade Brasileira de Imunizações. Ainda assim causa um pouco de polêmica.

Para entender melhor a doença, e do que essa vacina protege, leia o primeiro post sobre o assunto aqui.

O rotavírus é uma doença gastrointestinal que acomete milhares de crianças no mundo, com elevada morbimortalidade. Pode causar diarréia e desidratação graves. Felizmente existe vacina, e graças a ela, os índices de hospitalização caíram muito, e sua mortalidade também! Porém, existem algumas indicações e contra indicações importantes relacionadas a ela, e vamos falar disso no post de hoje, bem como o seu esquema de vacinação, leiam!

Quais vacinas de rotavírus existem? 

  • Vacina contra Rotavírus, vivo, oral, pentavalente (Rotateq): marcas Merck, Sharp&Dohme.
  • Vacina de Rotavírus humano vivo atenuado, monovalente (Rotarix): marca GSK

Esquema de vacinação: 

Vacina pentavalente (Rotateq) 

Esquema básico:

  • 1a dose: 6 a 12 semanas de idade
  • 2a dose: 10 a 22 semanas de idade
  • 3a dose: 14 a 32 semanas de idade

Essa vacina tem somente nas clínicas particulares. Se você vacinou no posto, deve continuar o esquema no posto, e vice e versa! A idade mínima para vacinar a primeira dose é de 6 semanas e máxima de 32 semanas.  Não vacinar caso ultrapasse 32 semanas! A doses subsequentes devem ser com intervalo de 1 a 2 meses.

Vacina monovalente (Rotarix) 

Esquema básico:

  • 1a dose: 6 a 14 semanas de idade
  • 2a dose: 14 a 24 semanas de idade

Essa vacina está disponível no SUS. Caso tenha vacinado no particular o esquema deve ser continuado no particular, e vice e versa. A idade mínima da primeira dose é de 6 semanas e máxima de 24 semanas. O bebê não deve ser vacinado após as 24 semanas! O intervalo das doses subsequentes devem ser de no mínimo 1 mês.

Reações adversas: 

Vacina Rotateq (pentavalente): são raras e quando ocorrem são geralmente leves e transitórias: pode ocorrer diarréia, vômito, febre, gotajamento nasal, dor de garganta, tosse. Raramente: urticária

Vacina Rotarix ( monovalente): Muito comuns: perda do apetite, irritabilidade. Comuns: febre, fadiga, diarréia, vômito, flatlência, dor abdominal, regurgitação, cansaço.

Quando a vacina de rotavírus é contraindicada? 

Contraindicações para a realização da vacina: 

  •  Alergia grave em dose prévia
  • Alergia a um dos componentes da vacina
  • Bebês ou crianças com suspeita ou diagnóstico de imunodeficiência primária ou secundária
  • História prévia de intussuscepção
  • Malformações intestinais incluindo malformação congênita não tratada

Precaução para a realização da vacina contra rotavírus:

  • Doença aguda moderada a grave com ou sem febre
  • Outras imunodeficiências
  • Doenças gastrointestinais crônicas
  • Malformações congênitas intestinais e urinárias como espinha bífida e extrofia de bexiga

No fim das contas vale a pena vacinar? 

Pensando nos riscos e benefícios, eu diria que SIM vale a pena! O rotavírus é uma doença que pode causar uma desidratação grave e deixar os bebês bem abatidos, perto dos possíveis efeitos colaterais que possam ocorrer. Um bebê saudável, uma vez respeitado as contra indicações e precauções da vacina, pode vacinar sem maiores problemas.

Mas doutora…eu tenho medo! Medo da reação, medo do meu filho ter alguma complicação, ou ter a tal da intussucepção intestinal!!! Posso dizer que eu entendo. Entendo seu medo. A gente consegue avaliar o todo, a população geral, e dar um “guia” sobre qual decisão tomar. Mas a decisão individual, o seu contexto e situação, deve SEMPRE ser avaliado junto com seu médico. A decisão final deve ser conjunta, e feita de forma consciente e informada!  😉

Um bjo

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergista e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

  Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada).

8 Comments

  • Milena Vergne 31/08/2017 Reply

    Olá Dra Kelly! E quando uma das reações é sangue nas fezes após a primeira dose dentro do prazo? E segunda dose é recomendada?
    Fui orientada a informar a situação à vigilância epidemiológica da minha cidade.

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 30/12/2017 Reply

      Olá Milena, imaginamos o quanto sua dúvida te deixe angustiada, mas infelizmente o conselho federal de medicina não permite que nenhum de nossos profissionais deem condutas pela internet, pois cada caso é um caso e é necessária uma avaliação.

  • Denise 02/05/2018 Reply

    Olá doutora. Não tinha vacinado minha filha por insegurança e medo. Agora tomei coragem depois de muita conversa com
    A pediatra. Mas andei pesquisando e o período para se tomar a primeira dose é até 03 meses e 15 dias Minha filha está com 3 meses e 20 dias. Minha dúvida é, ainda dá tempo de tomar?

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 02/05/2018 Reply

      Olá Denise boa tarde,
      no seu caso é melhor esperar o 4º mês e começar a partir da 2º dose, pois, a primeira era aos 2 meses da criança,o interessante é receber nesse 4° mês e depois tem que receber a vacina do 6º mes também.
      Um bjo
      Dra Kelly

  • Fernanda 19/06/2018 Reply

    Olá Dra.Kelly. Fui orientada pelo meu pediatra a realizar as vacinas do Rotavírus, Pneumocócica, Pentavalente e VIP com 6 semanas. Optei por fazer na rede particular as duas primeiras, e elas foram feitas. Já as outras duas, fui ao posto de saúde e eles se negaram a dá-las, dizendo que só depois dos 2 meses elas poderiam ser aplicadas. E ainda disseram que nem as outras duas poderiam ter sido dadas, principalmente a do Rotavírus, dizendo que o pediatra colocou em risco a vida da minha filha. Lendo essa matéria me tranquilizei mas fiquei sem entender por que no posto fizeram esse alarde. Há algum motivo? Obrigada!

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 20/06/2018 Reply

      Olá Fernanda boa tarde,
      os calendários de vacinação do publico e do particular são diferente, o do particular segue uma linha mais atualizada seguindo orientações da Anvisa e do ministério da saúde.
      um bjo
      dra Kelly

  • Kéziah da Cunha Martins Campos 16/08/2018 Reply

    boa noite Dra Kelly! por quanto tempo a reação da vacina pode permanecer? após a primeira dose meu filho de dois meses tem tido muitos gases e o que acredito ser dor abdominal pois ele para de mamar nos primeiros minutos e chora copiosamente, aceitando melhor a posição de ficar de bruços nos braços enquanto o carregamos, foi vacinado na sexta feira e hoje é quarta, ou seja 5 dias, quando devo me preocupar? obrigada, te acompanho pelo Instagram e admiro muito seu trabalho!!!

    • Dra. Kelly Marques Oliveira - Pediatra 16/08/2018 Reply

      Olá Keziah boa tarde, as reações da Rotavírus duram cerca de 3 dias, esses sintomas que está me descrevendo pode ser cólica ou gases.
      um bj
      Dra Kelly

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Faixa