urso

Meu bebê tem refluxo! E agora?

Refluxo, “gorfo”, regurgitação, engasgo, “vomitador feliz”….são tantos nomes e esse tal de refluxo é mais comum do que a gente imagina! Todos os bebês tem um certo grau de refluxo fisiológico, que aquele “gorfinho de leite” após as mamadas, ou quando o bebê se agita mais e acaba voltando leite. Eu sempre costumo dizer aqui no consultório que o refluxo fisiológico é mais um problema de lavanderia do qualquer outra coisa…porque o bebê suja muita roupa, babadores, mas isso NÃO deve comprometer o ganho de peso, disposição do bebê,  nem causar dor durante e após as mamadas. Ele é basicamente um regurgitador feliz! Porém…..nem todos os bebês terão refluxo fisiológico (benigno) e podem ter a  Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE). Essa precisa de atenção e tratamento adequado. A doença do refluxo tem sintomas muito maiores e impactantes além da própria regurgitação.

Algumas vezes, a própria Doença do Refluxo está relacionada à Alergia a Proteína do Leite de Vaca (APLV) , e crianças com alergia ao leite podem ter sintomas graves de refluxo e existe a necessidade de exclusão de leite e derivados, mas o diagnóstico correto deve ser feito pelo médico. Já escrevi sobre APLV e esse é assunto para outro post…

Para falar um pouco desse assunto, eu chamei a Dra. Patricia Aleixo, que é pediatra e gastropediatra, do Espaço Descomplicado para explicar um pouquinho mais para a gente. Leiam!

Refluxo é a condição mais comum que acomete o esôfago na faixa etária pediátrica e uma das queixas mais frequentes no consultório pediátrico. É um problema no sitema digestório do bebê muito frequente, com sintomas que variam de uma simples regurgitação a doenças mais graves e incapacitantes.

A variabilidade das manifestações clínicas e o curso evolutivo da doença, associada a falta de uma classificação que permita categorizar pacientes gera muita confusão em relação a abordagem diagnóstica e terapêutica.

Então vamos lá, vamos entender o que é o refluxo gastro esofágico e o que devemos fazer!

Refluxo gastro esofágico: é a passagem do conteúdo gástrico para o esôfago, com ou sem regurgitação. É UM PROCESSO NORMAL, fisiológico. O refluxo fisiológico na maioria das vezes é de curta duração pós prandial, com poucos ou nenhum sintomas. Ele é bem diferente da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), que associa se a presença de sintomas ou complicações.

Sinais e Sintomas da Doença do Refluxo Gastroesofágico: 

  • Anemia
  • Apnéia
  • Azia
  • Soluço
  • Choro
  • Disfagia
  • Dor torácica
  • Emagrecimento
  • Erosão dental
  • Esofagite
  • Estenose
  • Estridor
  • Hematêmese (vômitos com sangue)
  • Diminuição no crescimento
  • Baixo de ganho ponderal
  • Pneumonias de repetição
  • Recusa alimentar
  • Rouquidão
  • Sibilância
  • Tosse e vômitos

A DRGE pode ocorrer em pacientes com quadro clínico tipico, com vômitos ou regurgitações ou em pacientes nos quais o refluxo é oculto observa se somente suas consequências ou manifestações.

O diagnóstico é essencialmente clínico, porem existe alguns exames auxiliam a diagnosticar a doença.

Tratamento

  • As famosas medidas posturais
  • Orientações dietéticas
  • Tratamento medicamentoso em alguns casos. O medicamento deve sempre ser prescrito pelo médico. Nunca faça automedicação!

Espero que tenham gostado das informações, se sim compartilhe! Pode ajudar outra pessoa também.  A Dra. Patricia atende aqui no Espaço Médico Descomplicado!

Um abraço,

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

Se você leu até aqui, e quer receber os posts e novidades por email, cadastre-se no blog, é só clicar no botão “seguir” e colocar seu email! Tem também a minha página no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e no Instagram (@pediatriadescomplicada) 

Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

Deixe uma resposta