urso

Padrões de sono do bebê: Como marcos importantes podem afetar o sono

sono do bebe, pediatria descomplicada, dra kelly oliveira, pediatra sao paulo

Papais, já falamos sobre como funciona o sono dos bebês, porque eles parecem despertar tão facilmente (muito mais do que gostaríamos!) e porque acordam várias vezes a noite. Hoje vou falar um pouco sobre os marcos de desenvolvimento e algumas outras situações que fazem com que o bebê altere o seu “padrão de sono”. Quando tudo parece uma maravilha, o bebê começa entrar numa rotina de soninho e aí, de repente, tudo muda de novo!

Provavelmente nessa fase o seu bebê está passando por alguma mudança no seu corpo, seja alguma habilidade motora ou cognitiva, ou mesmo um surto de crescimento, da qual já falei um pouquinho aqui, que pode deixar as mamães bem aflitas por um tempo, pois o bebê exige muito! Quer mamar a toda hora, dorme mal…enfim vocês vão saber quando isso estiver acontecendo…

Mudanças na casa também geram um pouco de estresse para o bebê e isso pode afetar o sono. Os motivos são os mais variados: viagens mais longas, visitas em casa, mudanças na dinâmica familiar (por exemplo a mãe trabalhando fora) ou mudança de casa ou apartamento. O mais importante é manter a calma nesse momento.

Veja abaixo como algumas coisas podem dar uma bagunçada no sono do bebê:

 Os ritmos circadianos. O ritmo circadiano é regido pelo cérebro, que orienta o nosso corpo em relação ao funcionamento dele, como horários de comer (ppresença de fome) e de dormir (sono). Logo que o s bebês nascem, não existe um padrão ainda estabelecido pelo bebê, como o ciclo de um dia natural. Os recém-nascidos dormem em intervalos diferentes do relógio. Aos poucos eles vão se adaptando ao ritmo de um dia de 24 horas, e passam a dormir mais durante a noite. Alguns bebês chegam a este ponto em torno de 3 meses, alguns até antes disso! Ao mesmo tempo, esses bebês começam “dormir durante a noite”, ou seja, dormir por até cinco horas sem acordar completamente (como vimos ele passa por vários ciclos de sono, chega ao sono mais leve e depois inicia o ciclo de sono novamente). Outros bebês podem demorar mais tempo para atingir este marco, após os 5 meses. Lembre-se que o bebê é extremamente sensível ao ambiente que o cerca, por isso, tanto o estresse e ansiedade, como um ambiente de mudanças afeta o bebê! Isso pode e vai afetar o sono também. Da mesma forma um ambiente tranquilo e a implementação de uma rotina para o bebê ajuda a ter um sono de qualidade.
  • A ansiedade ou angústia da separação. A ansiedade da separação é um estágio emocional normal do desenvolvimento da criança que começa quando o bebê percebe que coisas e pessoas existem mesmo quando não estão presentes. O bebê começa a ter consciência de seus próprios sentimentos, e começa a se formar uma forte ligação emocional com seu principal cuidador. Isso ocorre justamente com os pais… O bebê apresenta sinais de ansiedade, choro ou aborrecimento ao se separar do pai ou da mãe. Faz sentido pensar que um bebê indefeso se sinta assim quando se afasta do ser que o protege. Isso ocorre com volta dos 6 meses de idade, quando o cérebro do bebê apresenta essa parte emocional mais desenvolvida. Isto explica porque muitos bebês que antes dormiam a noite toda começam a acordar durante a noite e começam a chorar, pois se percebem sozinhos. É preciso muito carinho e paciência nesse período, e se houver dificuldades, uma ajuda especializada pode ser solicitada.
  • Dentição. Apesar de pensarmos que o dentinho novo pode atrapalhar o sono do bebê, alguns estudos revelaram que a dentição raramente perturba o sono dos bebês. Algumas crianças mais sensíveis podem ter problemas de sono por alguns dias antes e depois de um novo dentinho. Se isso acontecer, converse com o pediatra sobre alternativas para alívio do incômodo nesse período que o bebê vai passar.
  • Dominar novas habilidades motoras e cognitivas. Quando os bebês estão aprendendo sentar, a engatinhar ou andar ou realizar outros feitos marcantes, isso pode interferir com o sono. Durante esses períodos, os bebês podem ser mais resistentes na hora de dormir e / ou experimentar mais despertares a noite. Isso acontece pois o seu corpo, principalmente seu cérebro, exige uma demanda muito maior, pois está adquirindo novas habilidades. Isso acaba bagunçando com o seu ritmo circadiano. Esses marcos do desenvolvimento são constantes no primeiro ano de vida, mas ocorrem principalmente com 3 meses, 6 meses, 8 a 9 meses e 1 ano de vida.
  • Surtos de crescimento. O surto de crescimento nada mais é que o crescimento acelerado do bebê em um curto espaço de tempo, que aumenta, e muito a sua demanda por leite.  Durante essa fase o seu corpo, e principalmente o seu cérebro exige uma demanda metabólica intessa, pois além de ter a demanda de energia necessária pro dia a dia, existe a demanda necessária para o seu crescimento! Sobre esse assunto veja o post que escrevi sobre Saltos de crescimento e surtos de crescimento. Eles podem ocorrer em várias épocas, principalmente no primeiro ano de vida do bebê, geralmente em torno de 7 a 10 dias, 2 a 3 semanas, 4 a 6 semanas, 3 meses, 4 meses, 6 meses e 9 meses, em maior ou menor intensidade.
 Espero que tenha ajudado a aliviar algumas noites de sono. Ou pelo menos esclarecer o porque dessas mudanças tão constantes no sono dos bebês!

 Lembre-se que se houver persistência desse padrão, presença de roncos, desconforto respiratório para dormir, emagrecimento e cansaço excessivo durante o dia, que se traduz como sonolência excessiva e irritabilidade, o médico deverá ser consultado. 

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada).
Um abraço,
Dra. Kelly Marques Oliveira
CRM 145039

Outros posts que vc pode gostar de ler:

Consultório particular em São Paulo: (11) 5088-6699

*As informações dadas aqui não substituem a consulta médica. Se houver dúvida o médico deverá ser consultado.

http://www.hdwallpapersimages.com/wp-content/uploads/images/Child-Baby-Sleep-Images.jpg

15 Comments

Deixe uma resposta