urso

Dicas para o bebê pegar o peito da forma correta

amamentacao, pediatria descomplicada, dra Kelly Oliveira, pediatra sao paulo, amamentação

Amamentação é um aprendizado sem fim!

Assim com o Dr. Jack Newman, pediatra do Canadá que tem também uma clínica que atende mães com dificuldades em amamentação, também gosto muito de um site escrito por Kelly Bonyata, que é consultora internacional de lactação e escreve o site kellymom.com.

Já escrevi num post aqui falando sobre a pega e posição adequadas para amamentação, mas além da técnica correta, temos que observar algumas coisas importantes.

Esse pequeno trecho é traduzido do site kellymom.com (tradução livre):

Não importa se a pega e a posição pareçam corretas, saberemos se o bebê está de fato mamando ao respondermos duas questões:

  1. É efetivo?

  2. É confortável?

Mesmo se a pega e posição pareçam perfeitas (mesmo se o consultor de lactação disser que está ok), mas existe dor e/ou as mamadas são ineficientes ( o bebê suga e não engole leite, como vimos em outro post), ou o bebê fica o dia todo no peito e não parece satisfeito nunca, associado ao ganho de peso inadequado, isso indica que há um problema em algum lugar. A primeira suspeita é a posição e pega ineficientes.

Por outro lado, se o bebê está mamando de forma eficiente e ganhando peso adequadamente, e a mãe não tem dor ao amamentar, então a pega e a posição estão boas, por definição. Mesmo se não parece muito com os desenhos vistos nos livros.

####

Não me entendam mal! Não é para isso parecer contráditorio…afinal a pega e posição adequados importam ou não? Devemos prestar atenção na pega ou não??? E no fim isso pode não importar muito???

Calma, calma gente!

Esse post é só para explicar o seguinte: a pega adequada é importante sim, mas não é a única coisa que deve ser observada. Se existe dor, dificuldade de ganho de peso ou se o bebê ficar o dia todo no peito e não parecer satisfeito, um especialista precisa ser consultado. Como vimos no nosso longo aprendizado sobre amamentação, pode ser diferenças do fluxo de leite, cólicas do bebê, surtos de crescimento…

O importante é estar atento para essas coisas!

Acima a figura mostra que a pega pode ser assimétrica, ou seja a mamãe encosta primeiro o queixo do bebê na parte de baixo da aréola, e o bebê com a boca bem aberta, “abocanha” toda a aréola, mas de forma que pode ficar mais aréola aparente em cima do que embaixo!

Acho essa forma de colocar o bebê no peito muito boa, principalmente quando está aprendendo, pois o bebê tende a pegar corretamente.

Espero que tenham aprendido bastante! Compartilhe para que outras pessoas também possam ter essa informação 😉

Um bjo

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

E aí gostou do conteúdo? Espero que tenha ajudado a esclarecer dúvidas! Compartilhe! E você sabia que dá para receber o conteúdo do blog direto no seu email? É só se cadastrar! Só fazer o cadastro na nossa newsletter e colocar seu email! Não se preocupe pois somos contra spam, e você receberá somente os conteúdos relevantes. Estamos também no Facebook (curta e coloque para “ver primeiro” nas opções) e instagram @pediatriadescomplicada (ative as notificações para visualização).

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

*As informações dadas aqui não substituem a consulta médica. Se houver dúvida o médico deverá ser consultado.

Fonte: http://kellymom.com/ages/newborn/bf-basics/latch-resources/

www.lalecheleague.org

18 Comments

Deixe uma resposta