urso

Dermatite atópica: o que você precisa saber

dermatite atopica, cuidados do bebe, pediatra sao paulo, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada

Queridos papais

Na semana passada falamos de alergia a proteína do leite de vaca, a pedidos de muitas mamães sobre esse assunto…hoje vou escrever sobre um assunto também relacionado a alergias, e que tem muita relação com alergia alimentar, porém atinge uma parte super delicada do bebê e da criança: a pele.

A pedidos, o tema de hoje é sobre dermatite atópica!
 A dermatite atópica é uma doença crônica, que se caracteriza por uma inflamação da pele, com períodos de melhora e piora, prurido (coceira) intensas e lesões da pele, que se caracteriza por ser seca e em aspecto de “lixa”, por mais hidratante que se passe…

Estudos mostram que no Brasil uma em cada 5 crianças tem dermatite atópica, e esses números tendem a aumentar! Geralmente ela se inicia ainda no primeiro ano de vida.

A dermatite atópica tem tudo a ver com o aspecto emocional, e costuma piorar em momentos de estresse, como mudanças, problemas em casa ou na escola.

Os pequenos sofrem com ela, pois pode interferir na qualidade de vida, com problemas no convívio social e problemas psicológicos também.

A coceira intensa pode afetar o sono e o desempenho escolar, por isso sua importância. Embora não haja uma “cura” para a doença existem muitas alternativas que melhoram e muito a vida da criança.

Por ser uma doença relacionada ao sistema imunológico, ou seja o mecanismo de defesa do corpo, e nesse caso na pele, o seu tratamento deve ser feito com acompanhamento do especialista juntamente com o pediatra, principalmente nos casos mais graves.

Muitas vezes crianças alérgicas apresentam dermatite como manifestação da alergia, seja alimentar ou a medicamento. Isso também deve ser investigado!

Além disso, crianças com asma, bronquite, rinite e outras “ites” tem maior chance de desenvolver a dermatite atópica!

Na verdade são espectros de uma mesma doença, que nada mais é do que um “desbalanço” do sistema imunológico, ao reconhecer como “estranho” ao corpo esses tais de alergénos…

  O que pode piorar ou causar a dermatite atópica?

Algumas coisas são consideradas fatores precipitantes da doença, ou seja, como um “gatilho” para o começo de tudo….fiquem atentos!

  •  Irritantes de contato (produtos de limpeza, perfumes, amaciantes, metais…)
  • Clima (mudança de tempo, umidade/calor/frio)
  • Suor
  • Aeroalérgenos (pó, pelos de animais, ácaros, pólen, restos de insetos mortos)
  • Infecções (principalmente as virais)
  • Alimentos (alergia alimentar como ao leite, amendoim, trigo, ovo…)
  • Estresse e fatores psicológicos (mudança de casa, de escola, separação dos pais, dificuldades escolares…)
 Entenda o que acontece nessa doença

A dermatite atópica é considerada uma complexa interação entre fatores genéticos, defeitos relacionados a função da pele como barreira, alterações da resposta do nosso sistema imune (de defesa), predisposição a infecções de pele e o meio ambiente.

A pele da pessoa com dermatite atópica tem uma resposta diferente aos antígenos, além dela ser exacerbada e deficiente! Vou tentar explicar…

Foi descoberta uma mutação genética que seria responsável por um defeito na pele, que é o responsável pela produção da sua umidade natural. Isso significa que em pessoas com dermatite atópica, a pele é naturalmente mais seca por fatores genéticos, e está na sua formação. Existe uma diminuição na quantidade de “gordura natural” da pele, seja de lipídeos ou ceramidas. Com isso ocorre a perda de água naturalmente pela pele, levando ao ressecamento, coceira intensa e inflamação.

A pele perde assim sua “barreira de proteção natural”, a gordura, e fica mais propensa a infecções. E quando elas ocorrem, são mais graves…

  Alergia alimentar x Dermatite atópica

Sabe-se que determinadas proteínas teriam sua absorção facilitada no intestino devido a essa alteração da barreira cutânea e poderiam precipitar um processo inflamatório tanto na pele como sistemicamente!

 Como saber se meu filho tem dermatite atópica?

O diagnóstico deve ser feito pelo médico, na qual a história e o exame físico são fundamentais.

Os sintomas são basicamente a coceira intensa nas lesões, que pioram com a pele seca, característico da criança com dermatite atópica. As lesões variam desde bolinhas avermelhadas, que podem ter bolhas ou não, algumas que se unem, formando uma pele mais grossa no local. Em bebês é mais predominante no rosto (bochechas) e nas crianças, nas dobras de joelhos e cotovelos, na porção interna.

A coceira às vezes é tão intensa que provoca feridas e causam infecções por bactérias, devido a “porta de entrada” da lesão.

Isso causa irritabilidade no bebê, dificuldade para dormir e problemas até de convívio social, nas crianças maiores.

Veja algumas fotos abaixo, de crianças com dermatite atópicas, nos mais variados graus:

dermatite atopica rosto, dermatite atopica, cuidados do bebe, pediatra sao paulo, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada

Nos bebês, ela atinge principalmente o rosto, como nas figuras…

dermatite atopica rosto, dermatite atopica, cuidados do bebe, pediatra sao paulo, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada

Nas crianças em torno de 4 a 7 anos, ela “gosta” das dobrinhas da pele, seja do cotovelo ou joelho…

dermatite atopica braco, dermatite atopica, cuidados do bebe, pediatra sao paulo, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada

dermatite atopica, cuidados do bebe, pediatra sao paulo, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada

Na tabela abaixo, veja os tipos de lesões descritas para cada faixa etária:

 

Local e características da lesões    
Faixa etária Sintomas Local das lesões
Primeiros 2 anos Pequenas bolinhas vermelhas que coçam muito. Pele seca e vermelha, com áreas inchadas, bolhas e crostas. Irritabilidade, dificuldade para dormir. Rosto (principalmente bochecha), cotovelos e joelhos (superfícies de maior impacto para a criança que começa a andar). Poupam área de fralda.
A partir dos 2 anos Pápulas e placas maiores, pele grossa. Coceira intensa. Mãos, pés, tornozelos, dobras internas de braços e pernas. Rosto (ao redor da boca e olhos).
Adolescência e fase adulta Bolinhas vermelhas com descamação ao redor. Pele grossa e seca. Pode ter bolhas que estouram e formam crostas. Dobras dos braços e pernas mãos e pés.

As reações da pele podem ser agudas, subagudas ou crônicas, de acordo com a duração das lesões, podendo ter mais de um tipo na criança e de intensidades diferentes (leve moderada ou grave).

 Mas diante de toda essa situação, o que fazer? Como tratar? Algumas medidas são essenciais para o seu tratamento, como a hidratação!

Nesse caso o hidratante não somente é considerado como uso estético, mas como tratamento da doença e é fundamental passar várias vezes ao dia e em uma quantidade generosa!

Além disso existem outros medicamentos que servem para aliviar os sintomas, como a coceira…ela pode incomodar bastante, a ponto de deixar a criança irritada e com dificuldade para dormir.

Para saber mais como aliviar outros sintomas, amanhã falarei especificamente sobre essas medidas, não deixe de acessar o blog!

Um beijo,

Dra. Kelly Oliveira

CRM 145039

Veja também outros assuntos relacionados:

Referências Bibliográficas

  • Tratado de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria, 3ª edição – 2014
  •  Modificações fisiológicas e patológicas mais comuns da pele na infância. Dra. Carolina G. Palácios López. I Painel Latino Americano – Cuidados com a Pele Infantil

 Photo credits:

  • http://www.salinetherapy.com/wp-conte
    nt/uploads/2013/06/atopic_dermatitis.jpg
  • http://dyersburgskinandallergyclinic.com/wp-content/uploads/2014/01/Final_Atopic2.jpg
  • http://medical.cdn.patient.co.uk/images/om1020d.jpg
  • http://www.babypregnancycare.com/wp-content/uploads/2013/08/BABYSKIN+baby-skin-care.jpg

34 Comments

  • Helenice 30/12/2014 Reply

    Tenho uma filha com dermatite atópica, a médica mandou administrar Loratadina direto sem intervalo.Será que não faz mal tomar assim direto?

    • Olá querida Helenice, obrigada pelo envio da sua dúvida. Essas dúvidas relativas ao tratamento, a melhor coisa é perguntar para a médica que acompanha a sua filha. Continue acompanhando as novidades aqui no blog! Para se cadastrar, clique no link para seguir o blog e assim você recebe as novidades no seu email. Um bjo Dra Kelly Oliveira

  • Pingback: Dermatite atópica: medidas simples e eficazes para aliviar os sintomas dos pequenos | pediatria descomplicada

  • Gislene de Moraes Freitas 31/12/2014 Reply

    Meu filho tem dermatite atópica, é uma tristeza a cada crise, com esse calor então é horrível, pq suou um pouquinho ja ataca a coceira, como me dói quando ele vai brincar todo feliz, e logo fica com o pescoço todo irritado de tanta coceira, me sinto tão mal por não poder tirar isso dele, ele está com sete anos, já passamos por muitas crises sérias e muito sofridas.

    • Olá querida mamãe Gislene. Obrigada por escrever aui no blog! Sua história é importante para sabermos que não estamos sozinhas! Espero que as dicas colocadas aqui tenham ajudado! Continue participando por aqui! Para se cadastrar no site, clique no link “seguir o blog” e assim você recebe as novidades no seu email. Um bjo Dra Kelly Oliveira

  • Aline Lopes 28/04/2015 Reply

    Bom dia!
    Meu filho tem 4 meses e foi diagnosticado com dermatite atópica mas olhei na internet e vi q ele não tem essas manchas vermelhas a dele são brancas como se fosse pano branco. Pode ser assim também? Ele toma leite ninho isso piora na doença?

    • Olá querida Aline, em relação a dermatite atópica o diagnóstico é feito pelo médico especialista, usualmente o alergista. Sem examinar e ver o que está acontecendo não há como fazer o diagnóstico. A criança com atopia, ou seja, com uma tendência de produzir uma resposta imunológica diferente da considerada normal pro indivíduo, com uma resposta exagerada a determinadas coisas que não causariam nada pessoas sem alergias, tem maior tendência a ter alergia a outras coisas e precisaria ser investigado mais a fundo. Se precisar de acompanhamento profissional, atendo em consultório particular em São Paulo, para marcar consulta você pode ligar para (11) 5088-6699. Continue acompanhando as novidades por aqui! Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada) Um bjo, Dra Kelly

    • Luh Souza 04/06/2016 Reply

      Aline, as manchas brancas do seu bebê sumiram?
      Meu bebê de 2 meses está com manchas brancas no queixo, entre a boca e o nariz e também uma faixa branca acima do umbigo, ontem a pediatra sugeriu que pode ser vitiligo, vou agendar um dermatologista na próxima semana para investigar melhor.

  • Carlos Eduardo Machado 29/06/2015 Reply

    Queria saber;qual é a umidade natural da pele?

  • Pingback: Dicas de inverno: dúvidas comuns para o frio -parte 2 | pediatria descomplicada

  • Márcio 29/09/2015 Reply

    Olá, eu corto meu cabelo todo sábado com máquina baixa e meu couro cabeludo esta cheio de bolinhas , com coceira e vermelhidão.. Pode ser dermatite atópica ou o couro está muito sensível por causa da frequencia ao barbeiro ? Obg 🙂

  • Rosineia 05/12/2015 Reply

    bom dia dr kelly meu filho tem 3 anos apareceu no rosto dele umas bolinhas vermelha com agua apois um dia o rosto ficou todo vermelho proximo ao olho levei ao pediatra e entrou com cefalexina e nebacetim nao estou vendo muito resultado oque posso fazer

  • Andréa Leonidia 22/01/2016 Reply

    Ola! Tenho um bebê de 4meses com dermatite atópica…gostaria de saber se todos bebês ficam com Lesões tipo a que vc postou ou existe algum cuidado para evitar que a pele fique tão lesianada? Tbm agradeço pelas informações que bc postou foi de grande valia.????

  • Pingback: Alergia alimentar, alergia ao leite de vaca e intolerâncias no bebê amamentado | pediatria descomplicada

  • Claudine de Andrade 10/02/2016 Reply

    Doutora me ajude! Minha filha tem hoje um ano e dois meses, e desde os 6 meses, ela desencadeou um problema nos pés,somente nos pés, no começo parecia micose, mas com o tempo passando, o que os médicos passavam ñ melhorava, a coisa foi ficando pior, estou desesperada, nos médicos que a levei primeiro passaram uma pomada hidrocortisona e um hidratante fisiogel, melhorou, mas ñ resolveu o problema,levei a outro médico, esse passou agora pomada desonida e novamente fisiogel, mas tbm ñ resolveu, ???? quando ela começou a coçar, foi criando bolinhas vermelhas, ela coça demais os pés, principalmente a noite, chega a virar feridas, eu ñ sei si ela sofre dessa doença, mas os sintomas são exatamente esses, mas o aspecto q o pé dela tá ñ é exatamente esse das fts, o pé dela ta ressecado, com feridas, e muita vermelhidão, dia 15 ela vai pra outra consulta, vc acha q devo pedir um exame de sangue?

  • Fabiana 29/03/2016 Reply

    Adorei essas dicas. meu filho ta com bolinhas vermelhas no queixo deve ser a dermatite vou procurar um pediatra…….

  • daniel 13/04/2016 Reply

    Mu filho tem dermatite otopica de maxs vermelhas e quando faz muito calor cosa muito

  • jainne 08/05/2016 Reply

    Meu bebe estar com o rostinho vermelhado, e meio branquinho, e o pescoço assado, e com caspas, já fui a pediatra passou uma pomada mais só piora, to com medo..

  • Vanderleia 29/06/2016 Reply

    Minha filha ta com alergia e eu n sei de que e eu ja tirei tdo q e cheiro toubdano !banho com sabão de coco e passando uma loção q a Medik mandou fui p casa ade prai ela tava bem melhor quando chegou em casa começou de novo n seis oq fazer

  • Vanessa Pires 17/07/2016 Reply

    Oi boa tarde meu filho de 2anos e 9meses amanheceu com as mãos e os pés inchado e um pouco vermelho e passou umas horas apareceu umas bolinhas vermelha na barriga dele o que pode ser me ajudem por favor ???? ????????

  • Pingback: Bronquite, dermatite e tempo seco, o que fazer? | pediatria descomplicada

  • O quê devo usar quando a alergia começar?

  • Pingback: Dermatite Atópica: A gente vê por aqui!

  • Alinegomes 21/11/2016 Reply

    Meu filho tem três anos e estar com o queixo muito machucado estou desesperada o q faco me ajude por favor

  • Alinegomes 21/11/2016 Reply

    Estou desesperada meu filho está com uma ferida muito grande no queixo

  • patricia 26/11/2016 Reply

    minha filha tem dermatite atopica, ela usa o creme cetaphil, mas preciso saber se fora o creme ela precisa tomar alguma antialergico para ajudar a diminuir a coceira, ela tem 10 anos.

  • Vanessa 25/01/2017 Reply

    Minha fiz ainda vai fazer um mes e esta com sintomas parecidos.
    Com todo o rosto cheio de carrocos vermelhos e esta descamando ta muito feio.
    E tbm esta saido do rosto dela uma massa amarelada nas sombrancelhas tbm tem umas massas grudadas esta muito feio nao sei nem o.que fazer pois aqui no psf esta sem medico.

  • Fernanda M Rosa 06/07/2017 Reply

    Oi! Aqui temos dermatite atópica, a pequena tinha uns 3 meses quando começamos a notar a pele “estranha”, desde então tratamos! Esse tratamento se utiliza de um sabonete a base de parafina, shampoo neutro de bebê ou da linha JOhnson, e mt mas mt hidratante! Hj ela está com 2 anos e 5 meses, mt do que li reflete por aqui, mas o que caracteriza ela ter as coceiras e a pele mais áspera com “feridinhas” é o suor, como faz mt frio aqui pelo sul, pós banho por exemplo colocamos algo mais quente , mas por baixo utiliza algodão, e na hr de dormia retiramos para que não sue, hidratamos o max que conseguimos sempre a pele limpa e pra isso utilizamos Lipkar balme, ótimo, por ser desde sempre essa função ela acostumou e entende que para não ter coceira e machucados na pele precisa passar, e já pede qndo sente que está ficando ruim, em momentos de crise utilizamos algo mais específico, e geralmente esse período é mais chato e com maiores cuidados agora no período de frio, qndo esquenta já temos uma vida mais tranquila, moramos na praia então vive na água, mas é bem menos crítico. Ela custuma ter nas dobras, e nas canelas, pouco no rosto (bochechas), além da pedi dela, leva-nos ela no dermato que desde sempre tbm acompanha, Vamos com frequência para ter noção se teve alguma piora, mas por enquanto conseguimos “controlar”.
    Abraço!

Deixe uma resposta