urso

Dicas de verão: como proteger seu filho do sol

protetor solar criança, pediatria descomplicada, dra kelly oliveira

Olá queridos papais e mamães,

Ainda na nossa série Dicas de verão, hoje vou falar sobre algo super importante: Proteção Solar na infância. Com o verão temos sol, calor, mar e piscina e alguns cuidados precisam ser tomados para os nossos pequenos. Aprendemos como proteger nossos filhos dos insetos, o que fazer depois que o seu filho for picado e como evitar o afogamento nos outros post da série.

A criança normalmente se expõe mais ao sol do que o adulto, e a sua pele é mais sensível devido a própria imaturidade da pele e sua menor capacidade de proteção contra os raios solares.

Você sabia que metade da radiação que recebemos na vida se concentram nos primeiros 18 anos? Por isso tamanha a importância de protegermos nossas crianças, pensando na prevenção do câncer de pele e no envelhecimento precoce da pele!

Qual fator de proteção usar, qual o melhor protetor? Que outras medidas preciso tomar além do uso do protetor? O que significa proteção UVA e UVB? Qual a importância disso?

Vamos entender melhor todas essas questões hoje…

Como os protetores solares protegem a nossa pele?

Os protetores solares utilizados são feitos a partir de partículas de óxidos metálicos capazes de refletir ou dispersar a radiação do sol. Os principais são o óxido de zinco (ZnO) e o dióxido de titânio (TiO2). Eles ficam na pele sem serem absorvidos, e a protegem da radiação. São protetores de barreira. Outro tipo de proteção interfere na absorção da radiação na pele. Esses são os filtros UVA e UVB.

Além desses componentes, a apresentação do protetor, seja em gel, creme, aerossol ou bastão também se adequa a cada tipo de pele.

Veja na tabela abaixo os tipos de apresentação para a pele correspondente.

pediatria descomplicada, protetor solar, proteçao solar infancia, dra kelly oliveira

Proteção UVA

Relaciona-se ao envelhecimento precoce da pele causada pela exposição ao sol e consequentemente ao risco de desenvolver câncer de pele. Por isso a proteção contra os raios UVA é tão importante!

Proteção UVB

Relaciona-se com a pigmentação da pele e ocorrência de queimaduras solares…o que pode te deixar bronzeado ou um pimentão!

É importante que haja proteção contra os dois, UVA e UVB!

Fator de Proteção Solar – FPS

Significa quantas vezes menos você poderia se queimar no sol se não tivesse com proteção solar. Se você usa o FPS 30, você se queima 30 vezes menos do que se não aplicasse o protetor.

A eficácia do protetor também varia com a quantidade, e se você aplicar menos do que deveria, protegerá menos também. O FPS mínimo preconizado para garantir uma boa proteção seria o 30. Fatores maiores aumentam a proteção, porém o ganho é pequeno.

Mas atenção! O FPS alto se relaciona com a proteção contra os raios UVB, mas não necessariamente contra os raios UVA.  O que foi preconizado pela ANVISA é que a proteção UVA do protetor solar seja pelo menos 1/3 da indicação rotulada na embalagem. Um FPS 60, portanto, protege 20 vezes mais contra os raios UVA do que sem o protetor.

Fique atento se o protetor coloca também proteção contra os raios UVA!

Protetor solar resistente a água

Quando o protetor diz-se resistente a água significa que mantém o nível de proteção após 40 minutos de imersão em água. À prova d’água ou muito resistente a água significa que os níveis de proteção são mantidos após 80 minutos. Na verdade, nenhum protetor solar poderia ser considerado à prova d’água…

10 Dicas super importantes além do protetor solar!

Além do uso do protetor solar é importante lembrar que outras medidas podem e devem ser usadas para crianças! Veja abaixo:

  1. Fique na sombra do guarda-sol ou sombrinha sempre que possível, de preferência de tecido mais grosso e impermeável.
  2. Use roupas como proteção. De preferência mais largas e não brancas, que conferem melhor proteção. Existe hoje ainda roupas que tem proteção solar no tecido, como as de neoprene.
  3. Use óculos escuros com proteção UV. Sempre cheque se o fabricante garante a proteção UV.
  4. Evite o horário entre 10h e 15h, pois a radiação solar é muito mais intensa nesse período.
  5. Use chapéu de abas largas que cubra todo o rosto e pescoço.
  6. Aplique com generosidade. Aplique uma camada suficiente para cobrir toda a pele, e se quiser aplique 2 vezes na primeira vez.
  7. Reaplique com frequência. A cada 3h pelo menos e sempre que a criança suar muito ou entrar na água, passe novamente o protetor. Lembre-se que não existe protetor a prova d’água!
  8. Faça do protetor solar uma rotina. Passe nas suas crianças todo o dia antes de sair de casa, e na praia sempre 15 minutos antes da exposição ao sol. É como escovar os dentes!
  9. Use protetor labial com filtro solar. Você não quer deixar os lábios queimados não é?
  10. Não esqueça das orelhas e do peito do pé!
 Importante: Bebês menores de 6 meses de idade devem ser mantidos fora do sol. Use um chapéu de abas largas e roupas largas ou impermeáveis e com filtro solar para protegê-los. Somente métodos de proteção mecânica podem ser usados para eles…por isso evite ao máximo! Se puder, não leve seu filho a praia antes dessa idade.

Se você tem mais alguma dica de verão ou sugestão de post, coloque nos comentários ou escreva na linha do tempo do facebook da Pediatria Descomplicada. Será um prazer!

Bom verão para vocês! Aproveitem o sol de maneira saudável e com segurança!

Um abraço,

Dra. Kelly Oliveira
CRM 145039

Você também pode gostar de:

Referência Bibliográfica:

Cuidados com a pele infantil. Fotoproteção na infância. Sergio Schalka.

photo credit: http://childcarephysicians.com/wp-content/uploads/2014/05/baby-sunscreen1.jpg

7 Comments

  • Thais Pereira da Silva 11/12/2014 Reply

    Minha bebe tem 20 dias e quer mamar o dia todo, 24h por dia; estou esgotada… Tento trocar a fralda, ver se não tem nada incomodando, mas ela fica desesperada com a boquinha aberta procurando mamar e só para de chorar no peito, na maternidade e a pediatra disseram que a pega está perfeita, estou esgotada mesmo! É assim mesmo? Posso fazer alguma coisa? É uma fase? Até quando isso pode acontecer?

    Grata Thaís

    • Querida mamãe Thais,
      Obrigada por enviar seu comentário. Imagino que deve estar um pouco difícil segurar as pontas aí…o ideal é que você tenha ajuda nesse momento e descanse o máximo que você puder. O bebê mama mais mesmo nessa fase, mas ficar o dia todo no peito pode sinalizar um problema com a amamentação. Sugiro que você procure um pediatra para orientá-la melhor e veja se não há nenhum outro problema adicional.
      Continue acompanhando as novidades aqui no blog!
      Um beijo,
      Dra. Kelly Oliveira

  • Daianny 12/12/2014 Reply

    Olá Dra. Kelly,
    Adorei o texto a respeito dos cuidados com a irradiação solar. Assunto realmente importante.
    Queria que me indicasse como devo fazer para escolher o protetor solar certo para minha bebê. Ela está com cinco meses e já quero iniciá-la na natação aos seis.

    • Olá querida mamãe Daianny

      Obrigada pelo envio da sua dúvida!
      Um bom protetor solar para bebê deve ser hipoalergênico, adaptado a pele sensível do bebê, com uma conaistencia maos firme e com um fator de proteção solar no mínimo 30 ( indico pelo menos 50 para os bebês) que seja resistente a água.

      Existem várias marcas no mercado, porém o mais importante é verificar se tem proteção UVA e UVB.

      Use sempre outros protetores de barreira, como roupas e chapéus.

      Não deixe de enviar novas sugestões de post e compartilhar também!

      Um bjo

      Dra. Kelly

  • Pingback: Alerta: Crianças esquecidas no carro x risco de hipertermia | pediatria descomplicada

  • Pingback: Dicas para aliviar o calor dos pequenos | pediatria descomplicada

  • Pingback: Pediatria Descomplicada | 12 Dicas na escolha do protetor solar para crianças

Deixe uma resposta