urso

Diagnóstico precoce e prevenção da cegueira infantil

retinoblastoma, pediatria descomplicada, dra kelly oliveira, pediatra sao paulo, prevemcao cegueira

Dia 18 de setembro: Dia Nacional de Conscientização e Incentivo ao Diagnóstico Precoce do Retinoblastoma

O Retinoblastoma é o câncer ocular mais comum da infância, e acomete cerca de um em cada 20 mil nascidos vivos, com destaque para as crianças com menos de cinco anos de idade. É bastante agressivo, pode provocar cegueira e até levar o paciente à morte. Pode ser classificado como familiar ou esporádico, hereditário ou não, unilateral ou bilateral. Os bilaterais são hereditários e 10% dos unilaterais também.

Os casos hereditários podem ser detectados precocemente através da avaliação do oftalmologista em famílias acometidas pela doença. Pode ser feito também o teste genético que comprove a presença ou não da mutação. Nos casos unilaterais, a suspeita ocorre mais tardiamente, quando nota-se o reflexo ocular branco (leucocoria) ou “sinal do olho de gato”. Esse reflexo pode ser facilmente realizado ao tirar uma foto com flash da criança. Nota-se a presença um reflexo vermelho (normal) ou um reflexo branco (alterado). Em estágios mais avançados pode ocorrer o estrabismo, diferença no tamanho pupilar (anisocoria), protrusão do olho para fora (proptose), olho vermelho e doloroso, e sangramento ocular (hifema).

Na suspeita, a criança deve ser encaminhada ao oftalmologista, pois o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e melhor prognóstico.

Espero ter ajudado! Vamos combater o câncer infantil!

Um grande abraço,

Dra. Kelly

Referências bibliográficas:

Tratado de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria, 3ª edição, 2014.

2014 © – pediatria descomplicada por Kelly Oliveira / todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta