urso

A amamentação do meu bebê está sendo suficiente?

Saber quanto o bebê está mamando e se a quantidade de leite materno está sendo suficiente para ele é o grande”x” da questão para as mamães. Afinal, quando você oferece leite na mamadeira, você sabe o quanto o bebê mamou.

Amamentação e números não combinam, e o mais difícil de tudo é estipular padrões e parâmetros para o bebê. É importante lembrar que durante os saltos de crescimento do bebê e se há alguma aquisição de habilidade, como por exemplo rolar, sentar, andar, falar…o bebê irá demandar muita energia! Isso significa mamadas mais frequentes e mudanças no padrão da mamada e sono.

O que esperar dos primeiros dias

Bebês recém-nascidos podem ter o apetite voraz e mamar até de 1 em 1h, e tirar cochilos breves (em torno de 30 minutos), muitas vezes no colo mesmo. Em outras situações, podem ficar mais sonolentos que o normal. Bebês prematuros, pequenos para idade gestacional, ou que ficaram muito tempo separados de suas mamães na maternidade precisam de mais estímulo para mamar.

Para estimular o bebê a mamar

Estudos mostram que o contato pele a pele é essencial para o bebê nesse primeiro momento, e bebês que fazem o chamado “método canguru” tem um controle melhor de temperatura, glicemia, mamam melhor e por mais tempo. Para fazer isso, basta deixa o bebê somente de fralda no ventre da mamãe, em contato direto com a sua pele. Se for preciso, você pode colocar uma coberta por cima dele, aquecendo os dois.

Além disso, se for possível, a amamentação na primeira hora de vida é fundamental, pois isso estimulará a produção do colostro, além do vínculo mãe-bebê.

Evite enrolar muito o bebê principalmente nos primeiros dias, pois isso também pode inibir os seus sinais de fome. Ele entra num sono muito profundo e acaba não mamando tanto.

Estômago pequeno = mamadas mais frequentes

O bebê recém-nascido tem o estômago extremamente pequeno, por isso há a necessidade de amamentar várias vezes ao dia. Isso não necessariamente significa que o seu leite não é suficiente. Além disso, o bebê pode estar passando por um salto de desenvolvimento e exigir ainda mais alimento para crescer. Se existe dúvida se o bebê está mamando bem, e se há uma boa transferência de leite do peito para a boca do bebê, um especialista em amamentação deve ser consultado.

Veja abaixo o tamanho do estômago do bebê de acordo com a idade:

Primeiro dia: tamanho de uma cereja, 5-7ml

Terceiro dia: tamanho de uma noz, 22-27ml

Uma semana: tamanho de uma ameixa, 45-60ml

Um mês: tamanho de um ovo, 80-150ml

Amamentar em livre demanda, o que isso realmente significa?

Livre demanda significa oferecer o peito para o bebê mamar sempre que ele ou a mãe desejarem, observando os sinais de fome do bebê. Não se deve estipular horários ou tempo de mamada. Isso significa que, no começo, quando mamãe e bebê estão se conhecendo e aprendendo a amamentar, podemos “pecar por excesso”. Se o bebê chora, oferece-se o peito. Aos poucos a mãe passa a diferenciar quando é fome, sono, fralda suja, cólica e etc. Lembre-se que choro geralmente é o último sinal de fome do bebê, e se você consegue perceber a fome antes do choro, ele ficará mais feliz e satisfeito.

Alguns sinais de fome no bebê: Agitação maior, levando as mãos próximo da boca; chupar o dedo ou as mãos; abrir a boca em direção a algum lado; movimentos de sucção; virar para os lados procurando algo.

Veja algumas dicas abaixo para saber se o bebê está mamando adequadamente:

Ganho de peso: Se o bebê está ganhando bastante peso somente com o leite materno, então ele está mamando o suficiente. Uma perda de até 10% do peso de nascença durante os primeiros 3-4 dias após o nascimento é normal. Os bebês geralmente recuperam o peso de nascimento em torno de 10 a 14 dias. A partir do quinto dia, o ganho de peso geralmente é de 20-30g por dia. Lembre-se que isso é uma média, e bebês tem suas próprias individualidades. Se o bebê não ganha peso adequadamente, é preciso avaliar a amamentação. Procure ajuda especializada.

Fraldas molhadas: Em média 6 ou mais fraldas molhadas por dia, a partir do 4º dia de vida.

Espere uma fralda molhada no primeiro dia, aumentando até 6 ou mais fraldas a partir do 4º dia. Para sentir o que é uma fralda bem molhada, coloque 3 colheres de sopa (45ml) de água numa fralda limpa (se as trocas de fralda são mais frequentes, a quantidade de água é menor por fralda). A urina deve ser clara e sem cheiro.

Fraldas sujas: 3 a 4 fraldas sujas, ou mais por dia, a partir do 4º dia.

As fezes do bebê podem variar desde um amarelo ouro, até um mostarda e verde cor de ervilha. O mecônio é um verde musgo, que vai clareando logo nos primeiros dias. A consistência é pastosa, macia, até um pouco aguada, com alguns grumos.

Outros sinais positivos: Após o bebê mamar, a mãe sente as mamas mais macias, e o bebê está satisfeito e contente. O bebê está alerta, ativo e alcançando os padrões normais de desenvolvimento.

Espero que essas dicas tenham ajudado você, mamãe, a saber se o bebê está mamando bem! Suplementar não precisa, nem deve ser a primeira opção caso você ache que o seu bebê não está mamando adequadamente. Se você está tendo dificuldades na amamentação, procure ajuda especializada o quanto antes!

Um abraço,

Dra. Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Pediatra, Alergia e Imunologia e Consultora Internacional de Amamentação 

Consultório Espaço Médico Descomplicado – São Paulo: (11) 5579-9090/ whatsapp (11) 93014-0007

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Texto publicado originalmente no blog da Lansinoh: www.lansinohbrasil.com.br/blog, escrito pela própria Dra. Kelly.

Deixe uma resposta