urso

Amamentação: Como saber se o bebê está mamando?

Como saber se meu bebê está mamando bem? Essa é uma das grandes dúvidas relacionadas à amamentação!

Não existe visão de “raio-X”, e não conseguimos olhar dentro do peito para entender o que está acontecendo lá dentro não é? (por mais que quiséssemos….), porém podemos ficar atentos a alguns sinais que mostram que o bebê mama bem!

A grande questão relacionada ao peito é que não sabemos de fato quanto o bebê mama. É diferente de colocar um líquido num recipiente (mamadeira, por exemplo) e saber exatamente quanto o bebê mamou. Sim, é uma questão de fé.

“Amamentar é uma questão de fé. Não sabemos quanto o bebê mama, mas sabemos que cresce e se desenvolve.”

No post que já escrevi sobre o assunto, fala um pouco sobre como saber se o bebê mama bem:

Como saber se o bebê está mamando bem? 

Para entender como “decifrar” melhor seu bebê, veja as dicas abaixo:

# 1 Observe se a pega do bebê no peito está correta

Os bebês não mamam, ou mamam pouco e com menos eficiência se a pega não estiver correta. Para isso, existem alguns passos para avaliar a pega correta, que são: Boca bem aberta. Lábios voltados para fora (boca de “peixinho”). Aréola pouco visível ou mais visível em cima do que embaixo. Queixo toca a mama. Nariz livre.

Dica boa! Para o bebê conseguir fazer a pega correta, você pode tocar o mamilo no lábio superior do bebê. Isso fará com que ele abra a boca em reflexo. Então você deve fazer um movimento rápido de trazer o bebê até o peito, com a aréola toda em direção à boca do bebê.

Veja o vídeo abaixo

Fonte: Instagram @healthypregnancy

Leia mais sobre posição e pega correta nos posts abaixo

# 2 Avalie se o bebê está efetivamente mamando

O bebê faz um movimento complexo durante a mamada. A língua do bebê encaixa-se na aréola, formando um lacre? O bebê retira o leite eficientemente do peito? A sua mandíbula se desloca para frente durante esse movimento? Ele faz pausas para engolir o leite que está dentro da boca? Essas perguntas são importantes quando estamos falando em transferência de leite de forma efetiva. O bebê pode fazer uma pega aparentemente correta que na verdade pode não estar transferindo leite adequadamente para a boca do bebê. É importante pensar em língua presa se o bebê parece não sugar de forma eficaz, ou fazer bons goles. Isso pode causar dor para a mãe, e dificuldades na amamentação.

# 3 O bebê parece satisfeito no peito?

O bebê mama, e ao final, está relaxado, parece feliz e satisfeito? Ou parece irritado, ou dorme de exaustão, depois de horas tentando? Se o bebê parece estar sempre brigando com o peito, algo pode estar errado e você deve procurar ajuda o quanto antes. Certifique-se que essa irritação, muitas vezes comum e passageira não seja um salto de crescimento ou desenvolvimento, ou uma greve de peito.

Leia mais sobre isso aqui:

# 4 O ganho de peso está adequado?

Sabemos que cada bebê é único e tem seu ritmo, mas o bebês devem ganhar peso de acordo com sua curva, mesmo que num percentil menor. Em média os bebês ganham de 20 a 30g por dia, nos primeiros meses. Porém isso não é uma regra!  O ganho de peso é um dos parâmetros, e um parâmetro importante, mas dar complemento de fórmula nem sempre é a solução! Identificar o problema relacionado à amamentação e a partir daí fazer algo é melhor do que simplesmente dar fórmula. Por isso, se o pediatra quer dar fórmula, questione, argumente e saiba todas as opções antes de fazer isso sem REAL necessidade. Esse é o papel do pediatra, perceber as dificuldades e encaminhar ao especialista em amamentação.

# 5 Existe dor para amamentar?

Se você está sentindo dor que não parece melhorar, após as primeiras semanas de amamentação, não é normal! Dor na amamentação é um sinal de que algo não vai bem. A causa mais comum é a pega e posicionamento incorretos, mas podem ser devido a outros fatores, como candidíase, e língua presa, que por ser subdiagnosticado, achamos que muitas vezes a culpa dessa dificuldade toda é só nossa. o que só piora a situação!

Leia mais aqui:

Gostou da informação? Compartilhe!

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada).

Um abraço,

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra, Alergista e Consultora Internacional de Amamentação

CRM 145039

Espaço Médico Descomplicado: (11) 5579-9090

Deixe uma resposta