urso

Dicas para uso de repelentes em crianças

mosquito-repellent

Época de calor, verão, sol…e mosquitos! Uma das maiores preocupações dos pais é manter as crianças longes de picadas de insetos. Ainda estamos em época de transmissão de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, e se seu filho é alérgico a picada de inseto, o cuidado deve ser ainda maior. 

Vamos pensar, em termos práticos, qual repelente é melhor para seu filho? 

 

Segundo a Anvisa, órgão que regulamenta esse tipo de produto no Brasil, os repelentes devem ser usados de acordo com a recomendação do fabricante, respeitando-se a idade, e intervalo entre as aplicações. Existem repelentes disponíveis no Brasil para crianças a partir dos 6 meses.

DEETrepelente, dra kelly oliveira, pediatria descomplicada, picada de inseto, zika virus, gestante, gravida, repelente

 

wp-1483124263014.jpg

A recomendação feita pela Anvisa no Brasil é que seja usado a partir dos 2 anos de idade, com concentração até 10%, não reaplicar mais que 3 vezes ao dia, devido a sua possível toxicidade. Sabe-se que quanto maior a concentração da substância, maior o tempo de proteção. No Brasil  maioria das marcas apresenta uma concentração entre 6 a 9%, o que confere uma proteção de cerca de 2 horas. É seguro para crianças e gestantes. Disponível nas marcas: Repelex, Autan e OFF.

 

Icaridina

exposis_capa_todos-os-produtos

Repelente derivado da pimenta, seguro e indicado pela OMS para viajantes. Fornece proteção contra o Aedes aegypti, aparentemente superior ao DEET e IR335.  Existem diferentes concentrações, no Brasil temos de 20 e 25%, sendo a concentração de 20% liberada para crianças a partir de 6 meses (em gel ou loção). É seguro para gestantes e crianças. As marcas disponíveis no Brasil são Exposis®, Baruel, SPB Advanced e Sunlau. Lembre-se de procurar o componente Icaridina e ver a % do produto.

O seu uso no Brasil é liberado para crianças a partir de 6 meses de idade, com período de proteção média de 8 a 10 horas, podendo ser reaplicado até 3 vezes ao dia.

IR3535repelente, exposis, dra kelly oliveira, pediatria descomplcada, picada de inseto, gravida, gestante, zika virus

repelente, exposis, dra kelly oliveira, pediatria descomplcada, picada de inseto, gravida, gestante, zika virus

Em concentração de 20%, é eficaz contra Anopheles e Aedes aegypti, com eficácia em média de 3 horas. Não são informados as concentrações nos repelentes brasileiros. Seguro para gestantes e crianças a partir de 6 meses.

No Brasil, as marcas disponíveis são Johnson Loção Antimosquito e o Repelente infantil Huggies Turma da Mônica.

Repelentes naturais orgânicos a base de citronela, andiroba, óleo de soja, podem ser usados em crianças, porém sua eficácia é baixa.

UM RESUMÃO PRA VOCÊ! 
Bebês entre 0 a 6 meses: repelentes de barreira, protetores de tomadas, telas e roupas compridas. Pode-se aplicar permetrina na roupa do bebê ANTES de vestí-lo.
Crianças entre 6 meses a 2 anos: Icaridina 20%, IR3535 ou DEET com concentração máxima de 10% (praticamente todos os produtos brasileiros tem concentração menor que 10%)
Acima de 2 anos: qualquer uma das opções, sendo mais eficazes os a base de DEET ou ICARIDINA. Respeitar os intervalos de aplicação.

Confira a tabela abaixo com os repelentes existentes no mercado, qual composto ativo, idade permitida e tempo de proteção conferido.

tabela-repelente-2016-pd

Gostou da informação? Compartilhem pra quem precisa!

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) e Instagram (@pediatriadescomplicada, procure no canto direito superior “ativar notificações de publicação”).

Dra Kelly Marques Oliveira

CRM 145039

Consultório em São Paulo: Whatsapp (11) 93014-0007

3 Comments

Deixe uma resposta