urso

12 Dicas na escolha do protetor solar para crianças

protetor solar 1

Verão, sol, calor, férias…tudo de bom curtir com os filhos essa época do ano! Mas alguns cuidados são necessários para um verão tranquilo! Veja 11 dicas para escolha do PROTETOR SOLAR!

1. Escolha um protetor solar com fator de proteção solar (FPS) 30 ou superior para evitar queimaduras solares. O fator 30 significa uma proteção de 30 vezes mais do que estar sem protetor solar e protege contra grande dos raios ultravioleta (UV)

2. Escolha um protetor solar com proteção UVA e UVB. A proteção UVA está relacionada ao envelhecimento precoce da pele devido à exposição ao sol e ao risco de desenvolver câncer de pele. Por isso a proteção contra os raios UVA é tão importante! A proteção UVB tem relação com a pigmentação da pele e ocorrência de queimaduras solares.

Atenção! O FPS alto está relacionado à proteção contra os raios UVB, mas não necessariamente contra os raios UVA.  A proteção solar do UVA preconizado pela ANVISA é corresponda a pelo menos 1/3 da indicação rotulada na embalagem. Por exemplo: se o protetor é FPS 60, protege 20 vezes mais contra os raios UVA do que sem o protetor.

Fique atento se o protetor coloca também proteção contra os raios UVA na embalagem!

3. Prefira os protetores solares hipoalergênicos e livres de PABA (ácido para-aminobenzoico), parabenos, oxibenzona, retinil palmitato e outros produtos químicos irritantes, como álcool. Esses componentes podem causar alergia na pele delicada da criança, além de poder formar radicais livres em contato com a luz solar, contrubuindo para o risco de câncer de pele.

4. Evite protetores solares em “spray” para bebês e crianças menores de 2 anos. A aplicação desses produtos muitas vezes não é uniforme e pode ser aplicada em menor quantidade (insuficiente), deixando alguma área descoberta e passível de queimadura.

5. Escolha um protetor solar resistente à água ou à prova d’água. Resistente à água significa que o protetor mantém a sua proteção até 40 minutos após imersão na água.  À prova d’água ou muito resistente a água significa que os níveis de proteção são mantidos até pelo menos 80 minutos.

6. Teste o produto antes na dobrinha do braço do bebê. Isso evita e que se ocorrer uma reação alérgica, ela seja localizada

7. Procure por marcas de protetor solar conhecidas e respeitadas. Evite protetores solares caseiros ou sem regulamentação, observe a data de validade. Em crianças protetores solares mais pastosos, menos fluidos, são mais difíceis de passar, porém fazem uma barreira mecânica extra na pele, e costumam durar mais.

8. Não há protetores solares liberados para crianças menores de 6 meses. Bebês nessa idade deve-se evitar levar à praia ou locais onde a exposição solar é muito intensa. Use sempre proteção de barreira nos bebês e use o bom senso nessa fase. 😉

9. Reaplique o protetor solar quantas vezes forem necessárias. Quando tiver suor intenso, contato com água, e a cada 2h deve-se reaplicar o protetor, prestando atenção nas áreas sensíveis como rosto, orelhas e pés, que muitas vezes são esquecidos.

10. Use outras formas de proteção UV, como chapéu, boné, óculos e roupas que tenham fator de proteção UV são muito interessantes para crianças. Use roupas leves e confortáveis.

11. Evite os horários de radiação solar mais intensa, entre 10 e 16h.

12. A ordem de aplicação é: primeiro o protetor solar,depois o repelente. Lembrando que o protetor solar será reaplicado muito mais vezes do que o repelente, que deve ser aplicado sempre após o protetor solar, e respeitadas a orientação do fabricante do intervalo das aplicações. Atenção aos horários do fim da manhã e entardecer, horário em que os mosquitos aparecem!

Veja mais dicas nos posts sobre dicas de verão também:

Dicas de verão: 20 dicas e recomendações para o uso de repelentes nas crianças

Dicas de verão: saiba como proteger seu filho contra as picadas de inseto

Dicas de verão: prevenção de acidentes

Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o “ver primeiro”, para receber aviso dos posts novos) eInstagram(@pediatriadescomplicada, clique no canto superior direito “ativar notificações de publicação”).

Um bjo

Dra Kelly Marques Oliveira

Pediatra e Consultora Internacional de Amamentação

CRM 145039

Contato Clínica Pediatria Descomplicada: (11) 93014-0007

One Comments

  • Tati 29/12/2016 Reply

    E a composição?

    Difícil achar uma marca brasileira sem componentes nocivos como:
    –> Oxibenzona (pior de todos)
    Como aparece nos rótulos:
    Oxybenzone, Benzophenone-3 .

    –> Parabenos (conservante)
    Como aparece nos rótulos:
    Methylparaben, Propylparaben, Butylparaben, Ethylparaben…

    Entre outras composições…

    Analisando os rótulos encontrei o filtro solar da Mustela infantil.

    #ficaadica

Deixe uma resposta