urso

Bronquite, dermatite e tempo seco, o que fazer?

pele seca

Seja em temperaturas alta ou baixas, o tempo seco pode ser um grande agravante de algumas doenças. Quando a umidade do ar está baixa, que consideramos usualmente abaixo de 40%, sendo abaixo de 30% estado de alarme, sentimos nossos olhos e garganta secos, pode ter sangramento nasal e as doenças respiratórias pioram ( já notou aquela tosse seca que temos no inverno?), inclusive asma e rinite. Quem não sente o nariz coçando, a garganta seca e os olhos mais irritados no inverno?

Isso acontece porque a falta de chuva, somados à poluição nas grandes cidades, principamente, torna-se um irritante direto das vias aéreas. A poluição é constituida de minúsculas partículas suspensas no ar, e a falta de chuvas faz com que elas mpermaneçam por mais tempo, e se acumulem. Além disso, com o ar frio e seco, o nosso corpo precisa trabalhar mais para aquecer o ar e umidificá-lo, para chegar ao pulmão na temperatura de 36ºC e umidade de 60%.

Para quem tem doença respiratória é preciso ficar ainda mais atento. Os alérgenos presentes no ar, como a poluição, fumaça de cigarro, poeira e ácaros, podem desencadear as chamadas crises de sibilância, o famoso “chiado no peito“, para quem tem asma ou bronquite.  As crianças ou idosos também são um grupo que tem que tomar bastante cuidado, pois podem complicar mais facilmente. Em crianças, além da bronquite ou a asma poderem dar crises, os bebês podem ter bronquiolite, uma doença viral que causa inflamação dos bronquíolos, com consequente chiado e desconforto respiratório. Outras doenças também são mais comuns nessa época, como a coqueluche e a laringite viral aguda.

A via aérea do bebê é pequena e, diferente do adulto, quando existe dificuldade para respirar, como o chiado no peito, pode haver piora muito rápida. Se você tem dúvidas se o seu bebê parece cansado para respirar, ou se está com chiado no peito, converse com o seu pediatra! 

Tempo seco x pele seca 

Mas….não é só o pulmão que sofre com o tempo seco! A pele também pode ficar mais ressecada, e isso pode piorar doenças como a dermatite atópica. A dermatite atópica consiste numa doença alérgica em que a barreira cutânea está alterada. A criança tem a pele extremamente seca, com surgimento de lesões em face, dobra de joelhos ou cotovelos. Podem formar inclusive feridas e coçar muito!

Veja o post sobre dermatite atópica aqui.

A pele do bebê é extremamente delicada, e mesmo se seu bebê não tem dermatite atópica, vale a pena investir em um bom creme hidratante. Além disso, ofereça muita água, e se seu bebê mama somente peito, amamente em livre demanda! Use pouco sabonete, prefira os liquidos com pH neutro.

Veja algumas medidas para ajudar a amenizar os problemas do tempo seco abaixo:

Água, por favor

No inverno não temos tanta sede, mas nosso corpo pede por água! Tome bastante água, pois isso ajudará muito a aliviar a secura da garganta. Para o bebê e  para a criança, ofereça água à vontade, deixe sempre à disposição. Se o bebê mama, amamente em livre demanda. Observe as trocas de fraldas e a cor do xixi, que deve ser claro.

Hidrate a pele 

Use um bom creme hidratante, de preferência hipoalêrgênico e sem fragrância. A pele sensivel e delicada do bebê agradece. Normalmente um bom creme hidratante contém vaselina ou lanolina, antioxidantes como a vitamina E, ceramidas. Exemplo de veículos são o cold cream.

Umidificadores de água 

Os umidificadores de água são uma excelente opção para melhorar a qualidade do ar, prefira algum que seja possível regular a porcentagem de umidificação desejada, e que seja também purificador de água. O ideal é que a umidade do ar esteja em torno de 60%. Você pode usar no quarto do bebê, cerca de 1 metro de distância do berço.

As bacias de água ou toalha úmida no quarto também podem ser usadas, porém tem menos eficácia.

Para a tosse…

Se é aquela tosse seca e irritativa, você pode fazer inalação com soro fisiológico que ajudará a umidificar a via aérea e pode aliviar bastante. Caso tenha chiado ou desconforto respiratório, procure um médico. Para crianças maiores e 1 ano, o mel também ajuda bastante!

  • Para ler mais sobre tosse veja o post

 

Exercícios físicos

Se a umidade do ar está abaixo de 30%, o ideal é evitar fazer exercícios no período de 11h até às 15h. Tome muita água durante a atividade.

Cuidados com os olhos e nariz 

Para evitar a secura nos olhos, use um colírio lubrificante tipo lágrima artificial, sem conservantes. Não utilize colírios com vasoconstritores pois são irritantes e podem até piorar a sensação de secura nos olhos.

Para o nariz, não esqueça da lavagem nasal. Você pode colocar soro fisiológico no nariz do bebê e evitar que fique muito seco. Pode ser um leve jato em cada narina, 4 a 5 vezes ao dia, ou com conta gotas. Se tiver secreção, faça mesmo a lavagem nasal.

Atenção: 

  • O uso de aquecedores aumenta a necessidade de umidificar o ambiente, pois ressecam as mucosas. Se você colocar o aquecedor no quarto, lembre-se de ligar também o umidificador. Mantenha os filtros de ar dos aparelhos limpos também.
  • Mantenha ambientes limpos e evite o acúmulo de poeira. Para quem tem alergia, isso é um agravante para crises.

Espero que tenham gostado das dicas!

 Para seguir o blog e receber as novidades por email, basta clicar no botão “seguir” no site. Siga também no Facebook (ative o receber notificações, para receber aviso dos posts novos) e instagram (@pediatriadescomplicada).

Um abraço,

Dra. Kelly Marques Oliveira

Pediatra e Consultora Internacional de Amamentação (IBCLC) – CRM 145039

Consultório particular em São Paulo: (11) 5088-6699

One Comments

Deixe uma resposta